Comprar ou alugar um imóvel?

Comprar ou alugar imóvel: o que vale mais a pena?

Acordo Certo

novembro 9, 2020

5

minutos para ler

Comprar ou alugar imóvel: o que vale mais a pena? Esta é uma pergunta que certamente você já se fez em algum momento da sua vida, não é mesmo? Porém, a resposta pode ser diferente do que pensamos em um primeiro momento, como também pode variar de caso para caso. Continue a leitura para saber mais.

A advogada Karine Lipieri, do Lipieri & Gomes Advogados Associados, explica que tudo depende da situação e que são vários os fatores que devem ser considerados antes de decidir por comprar ou alugar um imóvel.

Ela explica que o principal ponto a ser avaliado é o comprometimento da renda que um financiamento imobiliário pode gerar. Por isso, para saber o que vale mais a pena, é preciso colocar tudo na ponta do lápis.

Situações em que morar de aluguel vale mais a pena

Você já deve ter ouvido falar por aí que morar de aluguel significa jogar dinheiro fora, que é como dar dinheiro para outra pessoa de forma a não trazer nenhum retorno para você. Porém, na realidade, as coisas não funcionam bem assim.

Existem algumas situações em que morar de aluguel pode ser mais vantajoso do que financiar um imóvel. Um exemplo disso é quando a mudança é temporária, como quando um jovem universitário se muda para uma cidade para cursar a faculdade e pretende retornar à sua cidade natal ao término do curso.

Se você decidiu comprar um imóvel para morar a curto ou a médio prazo, é provável que o aluguel seja uma opção mais vantajosa para você. 

Lipieri exemplifica: “Uma pessoa solteira pode viver muito bem em um apartamento pequeno ou kitnet, mas e se ela conhecer alguém e quiser casar daqui a quatro ou cinco anos? Será que o espaço vai comportar mais uma pessoa? E se o casal quiser ter filhos? Provavelmente vai ser necessário mudar para um imóvel maior e o preço de venda ou aluguel do antigo talvez não sirva para cobrir o valor investido na nova moradia”.

Como você pode perceber, cada caso é um caso. Por isso, analisar a situação atual em que você se encontra e compreender quais são seus planos para o futuro é muito importante.

Situações em que vale mais a pena financiar um imóvel

Muitas vezes, a decisão por comprar um imóvel ou morar de aluguel passa pela possibilidade ou necessidade de fazer um financiamento. Afinal, não é todo mundo que tem condições para comprar uma casa ou apartamento à vista.

Neste sentido, é preciso fazer algumas contas para saber quando vale a pena fazer um financiamento para comprar um imóvel.

Financiamento ou aluguel?

Lipieri explica que é comum as pessoas pensarem que fazer um financiamento para pagar um imóvel durante muito tempo é mais vantajoso do que pagar o mesmo valor de aluguel durante o período. Porém, na verdade esta questão é relativa.

A especialista comenta que, na maioria dos casos, os financiamentos têm parcelas decrescentes, ou seja, que vão diminuindo durante os anos. E é exatamente nisso que o comprador deve ficar atento antes de contratar este tipo de empréstimo.

“Imagine, por exemplo, um financiamento em que a primeira parcela custa R$ 1.500 e a última, apenas R$ 300. Neste caso, o valor real do que deve ser pago pelo imóvel é de R$ 300 ao mês. Todo o restante é equivalente aos juros que você paga para o banco”, explica a advogada.

Isso quer dizer que, se você consegue locar um imóvel em que o preço do aluguel é menor do que a parcela do financiamento, essa situação pode ser mais vantajosa para você. A razão de fazer esta escolha é que você pode usar o valor que sobra da diferença para economizar ou fazer investimentos que rendam juros para você, e não para o banco. 

De tal forma, se preferir, você pode até mesmo juntar uma reserva financeira para comprar o imóvel à vista no futuro — é este o cálculo que mata a charada.

Por outro lado, se você perceber que o valor do financiamento ficará abaixo do que você pagaria no aluguel de um imóvel de padrão equivalente, aí a compra vale muito a pena! Faz sentido, não é mesmo?

Considere suas projeções futuras

Outro ponto que deve ser avaliado antes de optar pela compra, de acordo com Lipieri, são as projeções financeiras para o futuro. A especialista explica que uma pessoa pode ter uma boa renda hoje, mas que nos próximos anos, com o surgimento de imprevistos como uma situação de crise e/ou de desemprego, a situação pode mudar. E é aqui que entram as projeções futuras. 

Estas possibilidades devem ser consideradas antes de contratar um financiamento para que exista um plano B. Se as parcelas não forem regularmente pagas ao banco, o imóvel pode ser tomado do proprietário e pode ir a leilão — o que não aconteceria no caso de um imóvel alugado, por exemplo. Analise com cuidado suas prioridades para visualizar e ter a certeza de estar fazendo uma ótima escolha.

Agora você já sabe que comprar um imóvel ou morar de aluguel é uma situação bem relativa, não é mesmo? Por isso, antes de fazer escolhas pouco pensadas que possam resultar em situação de endividamento no futuro, convém analisar todos os poréns e optar pela situação aparentemente mais vantajosa (tanto para o seu bolso quanto para seu estilo de vida).

Uma boa ideia para juntar dinheiro e ter o seu próprio imóvel é fazendo renda extra. Confira também o nosso artigo com 6 ideias inovadoras para ganhar uma grana a mais! 😉

Compartilhe
este artigo

2 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se

Receba os posts mais recentes em seu e-mail