9 dicas infalíveis para conseguir ótimos descontos!

6 minutos para ler

Muita gente deixa de conseguir ótimos descontos por vergonha ou medo da reação do vendedor ao tentar uma negociação. Se você é uma dessas pessoas, que tal algumas dicas para pechinchar? Afinal, essa prática é recomendada por especialistas para ter uma vida financeira mais saudável, além de ser uma ótima maneira de economizar e realizar sonhos!

É possível negociar qualquer tipo de compra: em lojas, conta do celular, combo de internet e tarifas bancárias, entre outros. Basta ser persistente e conhecer as técnicas certas para lidar com os comerciantes. Com as dicas a seguir, você ficará por dentro desses macetes e se tornará um especialista na arte da pechincha. Interessado? Acompanhe o post!

1. Pesquise preços para conseguir ótimos descontos

Nunca faça uma compra sem antes pesquisar os preços em lojas diferentes. Os valores podem variar muito de um lugar para outro, e cedo ou tarde você encontrará o produto por um preço abaixo da média.

Se você não é fã de bater perna, uma boa opção é fazer a pesquisa pela internet. Sites como Buscapé, Bondfaro e JáCotei são excelentes ferramentas para comparar preços e fazer o melhor negócio possível. Vale lembrar que, em compras online, é preciso prestar atenção no valor do frete. Muitas lojas pedem alto na taxa de entrega para compensar o desconto da vitrine, o que acaba não valendo a pena para você.

2. Tenha cartas na manga

É importante ter algumas frases de efeito para dizer na hora de negociar. Depois de uma boa pesquisa de preços, você terá segurança suficiente para usar táticas como: "na concorrência é mais barato" ou "na internet é mais barato". Se o argumento for verdadeiro, o vendedor poderá igualar ou até melhorar a oferta que você viu em outra loja.

Outra boa estratégia é deixar claro quanto você pode gastar. Se o produto custa 300, diga: "eu só tenho 270, mas pago à vista". A sensação de estar quase fechando a venda pode fazer com que o comerciante acabe dando o desconto para você.

3. Controle o entusiasmo

Mesmo que você esteja morrendo de ansiedade para comprar o produto, jamais deixe o vendedor perceber seu entusiasmo. Se isso acontecer, a chance de conseguir desconto vai por água abaixo.

Entre na loja como se estivesse apenas pesquisando e faça perguntas sobre o produto, com um ar de indecisão. Um simples "hmm, não sei" passará a sensação de que seu interesse não é tão grande assim, e colocará você em vantagem na hora de negociar. Dessa forma, o lojista entenderá que baixar o preço é a única forma de fechar a venda, e fará o que puder para dar um bom desconto.

4. Fuja das datas comemorativas

Fazer compras para datas comemorativas pode doer no bolso, já que nessas épocas o consumismo borbulha e os preços aumentam muito. Para fugir desse problema sem deixar de presentear ninguém, antecipe todas as compras que puder!

Considere ir atrás dos presentes de Dia das Mães, Dia dos Pais e Dia dos Namorados com pelo menos um mês de antecedência. Para o Dia das Crianças e Natal, o ideal é fazer as compras em setembro. A partir de outubro, os preços aumentam e só caem em janeiro, após as festas de fim de ano.

Aliás, o início do ano é uma ótima oportunidade para fazer compras com desconto. Depois das festas, as lojas entram em queima de estoque e oferecem ótimos preços!

5. Negocie descontos à vista

Ao comprar à vista, você ganha a possibilidade de negociar bons descontos e foge dos juros do parcelamento. Outra vantagem, principalmente em compras grandes, é a chance do preço do produto cair enquanto você junta o dinheiro para adquiri-lo. Se puder esperar, vale a pena adotar essa prática.

Outra boa dica é usar dinheiro vivo sempre que puder. Os lojistas pagam taxas para usar a máquina de cartões. Portanto, você poderá negociar uma redução de preço em cima do valor desses encargos.

6. Evite lançamentos

Produtos em lançamento sempre são mais caros, por causa da alta procura e por ser tratar de uma novidade no mercado. Segure a ansiedade e considere fazer a compra alguns meses depois. Com a procura mais baixa, os valores podem cair em até 50%, como acontece com muitos smartphones e outros dispositivos eletrônicos.

7. Não tenha pressa

Pesquisar preços e negociar com vendedores leva tempo. Portanto, se você sair de casa com pressa para comprar, com certeza vai acabar pagando muito mais caro do que poderia. Paciência é fundamental. Na maioria das vezes, o desconto não virá nem na primeira, nem na segunda loja visitada. Ser persistente e não se deixar abater por prováveis recusas é fundamental se você deseja dominar a arte da pechincha.

A urgência para adquirir um produto também pode acabar prejudicando seu bolso. Por exemplo: se você precisa de um computador novo para amanhã, provavelmente o levará para casa logo na primeira loja, mesmo sabendo que poderia conseguir ótimos descontos na concorrência. Por isso, procure planejar suas compras de forma que não precise delas imediatamente.

8. Seja firme na pechincha

Nenhuma dessas dicas fará efeito se você pechinchar já acreditando que você não irá conseguir ótimos descontos. Vendedores experientes logo perceberão sua insegurança e terão a certeza de que podem fechar o negócio mesmo sem baixar o preço. Portanto seja firme e convicto em cada argumento que usar enquanto estiver conversando com o lojista.

9. Pechinche no ato do pagamento

Se tiver certeza de que levará o produto com ou sem desconto, arrisque pechinchar no caixa, quando estiver prestes a pagar. A possibilidade de perder uma venda que já estava quase fechada, pode fazer com que o vendedor fique mais aberto a negociar uma redução no preço.

Para essa tática dar certo, é preciso ser negociar com sabedoria, sem demonstrar um interesse muito forte no produto. Se o lojista perceber que você fará a compra mesmo sem desconto, seus argumentos perderão credibilidade.

E aí, gostou das nossas dicas para pechinchar e comprar mais barato? Agora que você já sabe tudo sobre a arte de negociar, basta colocar o que aprendeu em prática! Lembre-se: o vendedor só dará o desconto se você pedir. Então, seja persistente, controle seus impulsos e, principalmente, perca a vergonha!

Teste sua pechincha na prática e conte nos comentários como foi a experiência! Estamos ansiosos para conferir seus resultados!

Posts relacionados

Deixe uma resposta