Entenda por que não se deve emprestar o cartão de crédito

6 minutos para ler

Você sabia que emprestar o cartão de crédito pode trazer uma série de problemas para a sua vida financeira? Por mais que a intenção de ajudar uma pessoa próxima seja boa, esse ato possivelmente terá consequências negativas, inclusive deixar o seu nome sujo na praça.

Neste post vamos ver os principais motivos pelos quais você nunca deve emprestar o seu cartão, além de entender a importância de ter o total controle desse meio de pagamento em suas mãos. Acompanhe!

Por que as pessoas aceitam emprestar o cartão de crédito?

É o tipo de situação que pode acontecer com qualquer um de nós. Um amigo ou familiar passando por uma situação financeira difícil decide pedir dinheiro emprestado a quem ele acredita estar com as economias em dia. A pessoa fica com vergonha de dizer “não”, se solidariza com o problema e confia que o solicitante pagará conforme o acordo que fizeram.

Acontece que há quem vá além e peça o cartão de crédito emprestado. Por mais complicado que seja negar ajuda nesses casos, é preciso ter em mente os transtornos que um “sim” pode causar.

Para se ter uma ideia, segundo uma pesquisa do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) com consumidores inadimplentes, 17% dos entrevistados ficaram nessa situação porque emprestaram o nome para outras pessoas. O mesmo estudo mostra que o cartão de crédito é o jeito mais recorrente de emprestar o nome, indicado por 52% dos participantes.

Vejamos, então, um pouco mais sobre esse e outros perigos de deixar outra pessoa usar o seu cartão.

Quais são os perigos de emprestar o cartão de crédito?

Veja quatro motivos pelos quais você definitivamente não deve emprestar o seu cartão de crédito.

1. Emprestar o cartão de crédito também é emprestar o seu nome

Ao conceder o seu cartão a outra pessoa, é o seu nome que estará em jogo se ela não lhe pagar o que deve. Então, quem precisará lidar com o prejuízo é você, correndo o risco de ter que arcar com juros altíssimos e, caso não consiga pagar as dívidas, ficar com o nome negativado.

Infelizmente, é uma situação à qual você estará exposto e que pode prejudicar o seu score de crédito. Isso significa que você perde pontos como bom pagador, dificultando seu acesso a um financiamento, a um empréstimo ou a outros produtos financeiros no futuro.

Repare como é uma situação muito mais complexa que emprestar apenas dinheiro. Nesse caso, se a pessoa não cumprir com o prometido, ela fica devendo apenas o valor combinado. Já no caso do cartão de crédito, as coisas podem sair do esperado, deixando-o com dívidas que nem sequer são suas.

2. O limite pode ser necessário para você

O cartão de crédito é uma forma de pagamento da qual você pode precisar para fazer uma compra importante — especialmente em casos de emergência. Se você não tiver condições de pagar à vista e não conseguir utilizá-lo porque outra pessoa já usou todo o seu limite, ficará em uma situação bem complicada.

Vale lembrar que quando se alcança o limite do cartão, é necessário quitar pelo menos uma parte do saldo em aberto. Logo, dependendo do valor da compra que você tiver que fazer, isso pode levar alguns meses.

3. Quem pede o cartão emprestado pode ser mau pagador

É muito difícil ter certeza que a pessoa que pede o cartão de crédito emprestado é uma boa pagadora. Cada caso é um caso e ela realmente pode estar passando por um momento complicado, mas cumprirá com a palavra e pagará o que deve.

Também pode acontecer a situação de esse pedido vir de uma pessoa que já lhe ajudou um dia — um favor que você provavelmente fará questão de retribuir. Contudo, vejamos algumas razões que podem levar alguém a pedir o seu cartão de crédito emprestado.

Se ela não tem um cartão, talvez seja de fato uma questão de escolha, mas pode ser porque não conseguiu aprovação de crédito em nenhuma instituição financeira devido a um score baixo, ou seja, não possuir um histórico financeiro bom suficientemente. Também é possível que ela esteja com o nome sujo na praça.

São fatores que não indicam necessariamente que ela será uma má pagadora com você, mas que certamente acendem um sinal vermelho na hora de emprestar o cartão.

4. Amizades e relações podem acabar por dinheiro

Se o amigo ou familiar pedir seu cartão emprestado e você estiver com receio que dizer “não” pode prejudicar a relação entre os dois, saiba que aceitar fazer esse empréstimo e ter que lidar com os problemas que vimos acima certamente vai degradá-la muito mais.

Tenha em mente que a pessoa pode atrapalhar os seus objetivos financeiros e, como vimos, até mesmo ser responsável por sujar o seu nome. Isso causará uma forte tensão entre os dois, sem falar nos sentimentos de raiva e arrependimento.

Por que é tão importante estar no controle?

Agora que já entendemos os principais perigos, vamos focar na importância de ter o controle do cartão de crédito nas suas mãos. Ele se resume a ter uma maior previsibilidade das despesas e mais liberdade nas compras.

Para quem pretende ter uma vida financeira organizada, é fundamental que as despesas sejam minimamente previsíveis. Ao emprestar o seu cartão, se o devedor não pagar em dia, seus custos fugirão do controle.

Portanto, tenha a coragem de não emprestar o cartão de crédito e previna uma série de complicações financeiras e pessoais. Lembre-se de que negar um pedido já é uma tarefa árdua, cobrar uma dívida será ainda mais difícil. Ao dizer “não” para terceiros, você estará dizendo “sim” para a sua saúde financeira e também para seu bem-estar emocional.

Gostou do nosso artigo? Quer ficar por dentro dos posts mais recentes que produzimos sobre finanças pessoais, negociação de dívidas e planejamento para transformar seus sonhos em realidade? Então, curta a nossa página no Facebook e acompanhe as nossas publicações!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-