Empréstimo consignado para aposentados e pensionistas do INSS: como funciona.

Empréstimo consignado para aposentados e pensionistas: como funciona

Acordo Certo

abril 23, 2020

4

minutos para ler

Pagar impostos, reformar a casa, arcar com despesas médicas emergenciais, quitar as dívidas ou, até mesmo, investir em um negócio próprio. Como se vê, sobram razões para solicitar um empréstimo. Se você também precisa de dinheiro extra para realizar essas ou outras ações, saiba que existem muitas alternativas disponíveis no mercado. Uma das mais divulgadas é o empréstimo consignado.

Mas quais seriam as principais características desse empréstimo? Será que ele realmente vale a pena? Tire todas essas dúvidas de uma maneira rápida e objetiva! Leia este post!

O que é empréstimo consignado?

Trata-se de uma modalidade com aprovação de crédito facilitada, já que as parcelas do empréstimo são descontadas diretamente na folha de pagamento ou benefício do INSS do solicitante. Essa garantia proporciona uma linha de crédito com juros reduzidos.

Como funciona o empréstimo consignado?

Na prática, você precisa comprovar o recebimento de salário, pensão ou aposentadoria. O empréstimo consignado para aposentados é, inclusive, uma das formas mais comuns de se administrar imprevistos financeiros.

Caso você esteja longe da aposentadoria, o emprego com registro em carteira basta para solicitar um empréstimo consignado. A lista de pessoas que podem se beneficiar ainda se estende aos militares vinculados às Forças Armadas e aos servidores públicos — de qualquer esfera administrativa.

Qual é o limite de idade para empréstimo consignado?

Agora, se você se encaixa em algum desses perfis, já consegue dar entrada na solicitação do empréstimo. Antes disso, entretanto, saiba que os pedidos são limitados pela idade do solicitante. Em geral, a idade máxima considerada pelas instituições financeiras para empréstimo consignado com INSS é de menos de 80 anos (idade máxima é de 79 anos, 11 meses e 29 dias). Mas há aquelas que operam com faixas etárias mais diversificadas.

Qual é o prazo máximo (e o mínimo) de parcelamento do consignado?

De qualquer modo, a idade é um fator de peso nessa linha de crédito, uma vez que ela define tanto o total do empréstimo quanto a extensão do período de pagamento. A tendência é que a quantidade de parcelas seja reduzida de acordo com a idade da pessoa interessada.

O maior prazo de parcelamento do empréstimo é de 96 meses (equivalente a 8 anos) e pertence aos servidores públicos. Já os pensionistas e aposentados podem parcelar o valor em um período limite relativamente menor: até 72 meses (6 anos). Enquanto isso, as pessoas contempladas no regime CLT devem pagar o total em até 48 meses (ou seja, 4 anos).

O prazo mínimo também varia de acordo com a instituição, podendo ser de 2 a 24 meses.

Quanto do salário pode ser comprometido com empréstimo consignado?

Por ser atrelado ao salário, esta modalidade de empréstimo tem um limite de valor que pode ser comprometido com as parcelas, chamado de margem consignável.

Sendo assim, atualmente, o limite do salário que pode ser destinado ao consignado é de 35%, sendo 30% para empréstimo e 5% cartão de crédito.

Vale mencionar que, por conta da pandemia do coronavírus, o secretário de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, anunciou que existem projetos para aumentar a margem consignável para aposentados e pensionistas do INSS, confirme noticiado na imprensa.

Vale a pena?

Certamente, o empréstimo consignado é mais uma forma interessante para conquistar diferentes objetivos — emergenciais ou não.

Porém, para confirmar se o empréstimo consignado é a melhor alternativa para o seu caso, é ter uma visão clara do objetivo do crédito e da sua situação financeira.

Isso significa que você deve fazer um planejamento financeiro, a fim de evitar que o abatimento das parcelas corresponda a uma porcentagem alta do seu salário ou benefício e impeça que você consiga manter suas contas em dia.

Se a projeção for positiva, talvez essa variante de crédito seja uma boa ideia. De qualquer modo, é importante comparar as suas opções.

Finalmente, saiba que, se o seu crédito for rejeitado, existem outras oportunidades financeiras, como o empréstimo pessoal.

Compartilhe
este artigo

3 comentários

  1. ESTOU SENDO COBRADO DE UMA DÍVIDA COM A CLARO, CUJO PAGAMENTO JÁ FOI EFETUADO. O SITE DE VOCÊS NÃO PERMITE RESPOSTA OU SEQUER NOS DA A OPÇÃO DE ANEXAR/ENVIAR COMPROVANTES.
    POR FAVOR, GOSTARIA QUE SE INTEIRASSEM DESTA SITUAÇÃO E SUSPENDESSEM ESTAS COBRANÇAS.
    ALÉM DISSO, O CELULAR AO QUAL A DIVIDA ESTÁ ATRELADA, AO MENOS NO COMUNICADO DE VOCÊS, NÃO ME PERTENCE.
    OBRIGADO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se

Receba os posts mais recentes em seu e-mail

Captcha obrigatório
Seu cadastro foi concluído com sucesso!