Independência financeira: aprenda a conquistar a sua!

6 minutos para ler

Independência financeira é um conceito que nos remete automaticamente a algo bom e que todos queremos, concorda?

Isso porque, mais do que uma ideia de administração correta do seu dinheiro, essas palavras nos remetem àquilo que mais queremos : seja poder viver de renda passiva, seja viajar para vários lugares ou adquirir bens com os quais sempre sonhou, como um carro e um imóvel.

Para algumas pessoas, a independência financeira pode ser algo bem mais simples e que pode ser conquistado a curto prazo, como comprar um celular, conseguir pagar as contas em dia ou se livrar de uma dívida.

Neste post, você entenderá melhor o que é a independência financeira, quais estágios fazem parte desse processo de conquista e, ainda, dicas de hábitos simples que vão ajudar você a alcançar essa meta.

Como começo a traçar minha independência financeira?

Antes de mais nada, é preciso que você identifique em que estágio da sua vida você está e de que forma a independência financeira se apresentará para você.

Isso será essencial para que você, aos poucos, vença os desafios diários que o impedem de conquistá-la, mas que podem, com disciplina, serem resolvidos e também decisivos para os próximos passos de uma vida tranquila.

Defina sua meta e comece a praticá-la

Saber que tipo de vida com independência financeira você pretende conquistar é o primeiro passo para traçar os planos que colocará em prática a seguir.

Para isso, você deve decidir se busca uma independência financeira a curto ou a longo prazo.

A curto prazo

Essa é uma opção para quem tem um objetivo mais imediato, mas também pode ser um pontapé inicial para quem pretende viver com liberdade financeira pelo resto da vida.

Assim, essa proposta é adequada para quem pretende comprar itens mais acessíveis, como um celular, um computador, pagar as contas ou fazer uma viagem de fim de ano.

Também se encaixam nesse objetivo as pessoas que pretendem acumular uma reserva de emergência, ou seja, guardar dinheiro para uma situação inesperada em que fique sem renda mensal e precise se sustentar com esse valor reservado.

Para colocar isso em prática, você pode criar hábitos, como:

1) Gastar menos do que ganha

Sem dúvida, essa é uma tarefa simples em teoria, mas colocá-la em prática é bem complicado quando já se está acostumado com um determinado estilo de vida, não é mesmo?

Gastar menos do que você ganha, ou seja economizar, significa não se deixar levar pela ideia de que seu dinheiro pode comprar tudo o que você quer – mesmo que possa, em grande parte.

É ter disciplina para gastar conscientemente, apenas com aquilo que você realmente precisa para se sustentar e viver com o mínimo necessário.

Isso não significa deixar de gastar com coisas que fazem você feliz. O consumo consciente também engloba aquilo que nos agrada, pequenas recompensas por todo o esforço, pois essas são coisas que fazem bem a nossa saúde mental e, portanto, são extremamente essenciais.

Contanto que não extrapole , você está livre para comprar uma roupa nova, um sapato novo ou se permitir um almoço em um restaurante de qualidade em plena quarta-feira, por exemplo.

Só não vale comprar vários pares de sapatos todo mês e querer almoço caro todos os dias, concorda?

2) Seu pagamento a si mesmo deve ser prioridade

Assumir o compromisso de reservar um valor de seu salário para essa sua meta é outra maneira de efetivar seus planos.

Essa estratégia pode ser inclusive de grande ajuda para que você conquiste a dica anterior. É difícil gastar menos tendo o dinheiro sobrando, então, se você "se pagar" primeiro, vai ser como se estivesse gastando essa quantia com algo e, consequentemente, será mais fácil não ser tentado a gastá-la com alguma coisa da qual você não precisa tanto assim.

3) Evite dívidas

Evitar as dívidasé uma forma de se prevenir contra imprevistos.

Imagine se uma situação inesperada ocorre, você fica sem uma renda fixa e precisa usar grande parte da sua economia para pagar uma dívida que nem era tão necessária assim?

Para quem busca uma liberdade financeira imediata, esse é um tópico primordial.

A independência financeira a longo prazo representa uma estabilidade maior , não apenas para uma vida de solteiro, mas também para aquilo que você almeja para sua família futuramente.

Esse estilo de vida, diferentemente do que pode vir à mente em um primeiro momento, vai muito além de não trabalhar.

Isso porque, mesmo sem depender de uma renda mensal fixa, é possível continuar trabalhando, com uma diferença importante: trabalhar porque tem prazer ,e não porque precisa do salário para se sustentar.

Parece um sonho viver assim, mas o que você vai ver abaixo é que essa independência financeira a longo prazo não é exclusividade de milionários e que há sim formas de você construir seu futuro nesses moldes.

Lembrando que as dicas anteriores também valem para essa meta. A longo prazo, a independência financeira é conquistada com:

4) Investimento

Para multiplicar seu patrimônio , é essencial investir para obter retorno de seus próprios ganhos.

Nesse campo, há diversas possibilidades e é essencial escolher aquela que é melhor para você. Caso queira, pode investir até em mais de uma, já que a diversidade de investimento sempre é uma decisão inteligente.

Entre as opções de investimento estão: o mercado de ações (empresas, bolsa de valores) e títulos de renda fixa (imóveis e poupança).

É essencial ter em mente também que o investimento, independentemente de qual for, deve ser contínuo. O mercado de ações nem sempre está em alta, mas há épocas em que ele pode ser uma grande máquina de crescimento para o seu patrimônio.

Reinvista os** rendimentos.** Isso mesmo. Obteve lucro? Use-o de forma a multiplicar o valor investido.

Assim, com o passar do tempo, os rendimentos serão ainda mais altos que seu salário, e você terá, enfim, conquistado sua independência financeira.

5) Estudo

Para manter o retorno dos investimentos, não basta apenas ser persistente. Tem que entender como o mercado funciona e estar atento às possibilidades promissoras.

Por isso, procure sempre se informar sobre o que surge nesse meio, entender como os juros funcionam e como você pode sempre estar usando o melhor disso a seu favor.

Essa é uma área que passa por mudanças constantes e a informação é um diferencial para seu sucesso. Busque a orientação de um profissional, leia artigos, notícias e opiniões.

Acumular conhecimento também é parte de uma independência financeira estável.

Essas são algumas informações importantes para conquistar a sua independência financeira começando do zero. Que tal colocar essas dicas em prática o quanto antes?

Posts relacionados

Deixe uma resposta