Investimentos financeiros para apostar em 2018

6 minutos para ler

Com tantos tipos de investimento disponíveis no mercado, é comum ficar na dúvida sobre qual escolher. Preparamos este post para ajudar você a saber quais as apostas dos especialistas para investimentos financeiros em 2018.

A expectativa é de que o desempenho da economia brasileira seja melhor, se comparado com os dois últimos anos, e é preciso levar isso em consideração ao avaliar investimentos. A taxa básica de juros, a Selic, continuará no patamar de 7%, o que coloca investimentos em renda fixa sob pressão, porque o retorno diminui. Já a inflação, medida pelo IPCA, continuará abaixo de 4% ao ano.

Diferentes tipos de investimento financeiro em 2018 para cada perfil

Embora fatores externos como a Selic e a inflação tenham muita influência sobre alguns investimentos financeiros em 2018, o primeiro passo para escolher a melhor opção é conhecer o seu perfil de investidor. Para isso, responder algumas perguntas simples pode ajudar na tomada de decisão:

  • qual bjetivo você quer realizar com o dinheiro? (Comprar um presente, financiar uma viagem, pagar a faculdade do seu filho, garantir a aposentadoria)
  • você pretende realizar o objetivo no curto, médio ou longo prazo?
  • quanto você pode separar do seu orçamento mensal para investir?
  • você está disposto a correr riscos ou prefere um retorno menor, mas com segurança?
  • você prefere a opção de sacar o dinheiro rápido em caso de emergência?

Agora que você já sabe como descobrir o seu perfil, preparamos uma lista com diferentes tipos de investimento para 2018. É importante ressaltar que, como regra geral, o retorno previsto é sempre proporcional ao risco que a pessoa assume.

Tesouro Direto

Investir em títulos do Tesouro Direto continua interessante, principalmente para quem tem perfil mais conservador e quer acesso rápido ao dinheiro. É possível adquirir os títulos no site do Tesouro sem pagar taxas ou pela plataforma de corretoras de investimentos, sendo que muitas delas não cobram por isso.

Por se tratar de um título público, essa é uma das opções mais seguras e pode atender a quem tem planos de curto, médio e longo prazo. No entanto, muitas vezes é mais vantajoso esperar o vencimento dele para ter ganhos melhores. Essa modalidade de investimento está entre as mais acessíveis e permite aplicações abaixo dos R$ 100.

Títulos de renda fixa

Além do Tesouro Direto, outra aposta para quem espera retornos no médio prazo é a compra de títulos do setor privado. Adquirir Certificado de Depósito Bancário (CDB), Letra de Crédito Imobiliário (LCI) ou Letra de Crédito Agropecuário (LCA) são apostas para 2018.

A vantagem dos títulos é o risco moderado, já que todos eles têm a cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Na prática, isso significa que se o banco emissor dos títulos tiver algum problema e não honrar com o compromisso, o FGC cobre um prejuízo de até R$ 250 mil por CPF.

Para investir, basta procurar uma instituição financeira que emite os títulos e negociar a taxa e o valor a ser aplicado. Pesquisar o histórico do banco e ver se os títulos que ele oferece condizem com os seus planos ajudam na tomada de decisão.

COE

O Certificado de Operações Estruturadas (COE) é outro investimento em alta. Ele é um produto de renda fixa, mas que é indexado a um componente de renda variável, como o índice de ações da Bolsa de Valores, o Ibovespa ou o dólar, para citar alguns exemplos. É a variação do indexador que vai ditar o retorno do investidor.

Na prática, essa opção combina a segurança da renda fixa com a possibilidade de ganhos maiores da renda variável e apresenta um risco moderado, porque não tem garantia do FGC. Aqui a regra é a mesma dos outros títulos: pesquisar o histórico do banco reduz os riscos.

O prazo de retorno varia muito de acordo com o COE. Então na hora de escolher qual certificado adquirir, veja se o prazo de vencimento atende aos seus planos. Para quem está disposto a assumir um pouco mais de risco em busca de retornos mais atrativos, fundos e renda variável são alternativas.

Fundos de investimento

Os fundos abrem caminho para uma centena de investimentos. Para quem procura menos risco, os fundos de renda fixa são a principal indicação e quem prefere arriscar mais pode escolher os fundos de renda variável. Se você prefere o meio-termo, os fundos multimercados contam com ativos dos dois tipos na carteira.

Outra vantagem é ter sempre um gestor que fica responsável por administrar os ativos, mas o investidor paga por esse serviço na taxa de administração. Percentuais de taxa muito acima de 1% não são vantajosos, a menos que o retorno entregue pelo fundo seja alto.

Hoje, muitos fundos aceitam contribuições mensais a partir de R$ 100, sendo uma opção acessível para muitas pessoas, e o retorno é voltado para o médio e longo prazo. Já o risco varia de acordo com o fundo escolhido. Para 2018, os fundos imobiliários prometem bons resultados.

Renda variável

Para quem está decidido a colocar o pé no risco, investir em renda variável é a primeira opção. No entanto, é preciso lembrar que é ano de eleição e a economia não se recuperou totalmente da crise. Por isso, altos e baixos no mercado de ações são esperados. A recomendação é sempre investir no longo prazo e apenas uma parte do dinheiro em renda variável, para reduzir os riscos.

Sabendo disso, falta descobrir como investir de fato. É simples: você precisa criar uma conta em uma corretora e a maioria delas já cuida de todo o processo em sites e aplicativos. Você vai pagar uma taxa a cada operação realizada e pode administrar seus recursos por conta própria.

Não custa lembrar que os melhores tipos de investimento são aqueles que se encaixam no seu perfil. Pesquisar sobre as instituições bancárias e sempre se informar sobre as melhores formas de poupar a aplicar o dinheiro são atitudes que fazem toda a diferença na hora de construir um patrimônio para o futuro.

Gostou de saber quais os tipos de investimento para apostar em 2018? Para continuar informado assine a nossa newsletter e receba mais informações sobre como cuidar do seu dinheiro.

Você também pode gostar

Um comentário em “Investimentos financeiros para apostar em 2018

Deixe uma resposta

-