Consulte seu CPF e negocie suas dívidas

Consulte já

Auxílio emergencial 2021: Quem Tem Direito?

Entenda tudo sobre as novas regras para o auxílio emergencial em 2021, veja quem tem direito e saiba como ter acesso ao benefício.

Auxílio emergencial 2021: Quem Tem Direito?

A crise causada pela pandemia do Covid-19 desencadeou uma série de dificuldades financeiras para os brasileiros, em especial para os trabalhadores informais. Por isso, o governo lançou o programa de auxílio emergencial.

Veja neste artigo quem tem direito, como receber, como baixar o aplicativo, como acompanhar o status da solicitação e quando serão pagas as parcelas do auxílio.

Qual o valor do auxílio emergencial em 2021?

Em 2021, o auxílio emergencial será pago a partir de abril. Serão quatro parcelas com valores de R$ 150, R$ 250 ou R$ 375 destinados a trabalhadores informais e beneficiários do Bolsa Família. Segundo o Governo, os valores recebidos serão:

  • Pessoas que moram sozinhas receberão R$ 150
  • Famílias com mais de uma pessoa (não chefiadas por mulheres): R$ 250
  • Famílias com mais de uma pessoa (chefiadas por mulheres): R$ 375

Segundo o Governo, serão beneficiadas 45,6 milhões de pessoas (22,6 milhões a menos do que no auxílio de 2020, que ofereceu R$ 600 mensais a 68,2 milhões de brasileiros).

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

Quem tem direito ao auxílio emergencial

O auxílio emergencial é mais restrito para 2021. Foi definido que vai receber o auxílio quem já recebeu no ano passado e, portanto, já se inscreveu nos cadastros públicos solicitados para a análise dos pedidos. Quem não faz parte dos cadastros não receberá o benefício, já que não haverá a oportunidade de solicitar pela primeira vez.

Segundo os critérios definidos pelo governo, para receber o auxílio, é necessário

  • Ser trabalhador informal ou beneficiário do Bolsa Família
  • Ter renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300)
  • Ter renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 550)
  • Já ter recebido o auxílio emergencial em 2020.

Consulta de aprovados

Para consultar se você terá direito ao auxílio emergencial em 2021 é bem fácil, quase como consultar o CPF. É necessário acessar o Portal de Consultas da Dataprev e seguir o passo a passo:

  1. Acesse o Portal de Consultas;
  2. Insira todos os dados solicitados no formulário;
  3. Clique em “Não sou um robô” e, depois, em “ENVIAR”.

É importante lembrar que apenas os beneficiários do auxílio emergencial em 2020 receberão o benefício este ano. Além disso, o governo não permitirá novas inscrições para o auxílio emergencial em 2021.

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

Calendário auxílio emergencial

Na primeira semana de abril, a Caixa irá depositar as parcelas aos beneficiários aprovados no dia 6 e no dia 9 de abril. Os pagamentos seguirão sendo feitos até o dia 22 de agosto de 2021.

O pagamento será feito aos beneficiários que se inscreveram pelo aplicativo ou site, que ainda estão inscritos no CadÚnico e que não receberam o Bolsa Família.

Para os beneficiários inscritos do Bolsa Família, o pagamento começa no dia 16 de abril. O calendário de pagamentos será o mesmo do programa social, que é pago sempre nos 10 últimos dias úteis de cada mês.

A movimentação do valor do benefício pode ser realizada por meio digital, através do aplicativo Caixa Tem. As retiradas em dinheiro só serão permitidas a partir do dia 4 de maio.

Confira a seguir o calendário de pagamentos divulgado pela Caixa, dividido em três parcelas e de acordo com a data de nascimento de cada beneficiário.

1ª parcela do auxílio emergencial 2021 – abril

Mês de aniversárioTransferências online a partir deSaques a partir de
Janeiro6 de abril4 de maio
Fevereiro9 de abril6 de maio
Março11 de abril10 de maio
Abril13 de abril12 de maio
Maio15 de abril14 de maio
Junho18 de abril18 de maio
Julho20 de abril20 de maio
Agosto22 de abril21 de maio
Setembro 25 de abril25 de maio
Outubro27 de abril27 de maio
Novembro29 de abril1 de junho
Dezembro30 de abril4 de junho

2ª parcela do auxílio emergencial 2021 – maio e junho

Mês de aniversárioTransferências online a partir deSaques a partir de
Janeiro16 de maio8 de junho
Fevereiro19 de maio10 de junho
Março23 de maio15 de junho
Abril26 de maio17 de junho
Maio28 de maio18 de junho
Junho30 de maio22 de junho
Julho2 de junho24 de junho
Agosto6 de junho29 de junho
Setembro 9 de junho1 de julho
Outubro11 de junho2 de julho
Novembro13 de junho5 de julho
Dezembro16 de junho8 de julho

3ª parcela do auxílio emergencial 2021 – junho e julho

Mês de aniversárioTransferências online a partir deSaques a partir de
Janeiro20 de junho13 de julho
Fevereiro23 de junho15 de julho
Março25 de junho16 de julho
Abril27 de junho20 de julho
Maio30 de junho22 de julho
Junho4 de julho27 de julho
Julho6 de julho29 de julho
Agosto9 de julho30 de julho
Setembro 11 de julho4 de agosto
Outubro14 de julho6 de agosto
Novembro18 de julho10 de agosto
Dezembro21 de julho12 de agosto

4ª parcela do auxílio emergencial 2021 – julho e agosto

Mês de aniversárioTransferências online a partir deSaques a partir de 
Janeiro23 de julho13 de agosto
Fevereiro25 de julho17 de agosto
Março28 de julho19 de agosto
Abril1 de agosto23 de agosto
Maio3 de agosto25 de agosto
Junho5 de agosto27 de agosto
Julho8 de agosto30 de agosto
Agosto11 de agosto1 de setembro
Setembro 15 de agosto3 de setembro
Outubro18 de agosto6 de setembro
Novembro20 de agosto8 de setembro
Dezembro22 de agosto10 de setembro

Aplicativo do auxílio emergencial

Em 2021 não é possível solicitar o auxílio pelo aplicativo ou qualquer outro meio. Ao invés disso, o pagamento será feito através dos cadastros recebidos no ano passado.

O Governo havia disponibilizado um aplicativo e um site para os solicitantes se cadastrarem — entretanto, neste ano, o auxílio será pago a partir dos cadastros feitos em 2020.

Se o solicitante atende a todos os critérios, ele receberá o benefício automaticamente. Assim, se você se encaixa em algum dos perfis descritos acima, não há outro caminho a não ser aguardar pelo benefício.

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

Como será o pagamento do auxílio emergencial?

O Governo deve depositar as parcelas direto nas contas digitais gratuitas abertas pela Caixa em nome de cada beneficiário do auxílio no ano passado.

O Presidente Jair Bolsonaro anunciou durante sua live da quinta-feira (25/03) que os pagamentos do auxílio emergencial devem começar entre os dias 4 e 5 de abril.

Pagamento de parcelas atrasadas

Um dos pontos importantes para 2021 é que o pagamento será feito de forma integral às pessoas que estiverem com parcelas atrasadas.

Isso significa que, caso a pessoa seja aprovada no auxílio quando o Governo já estiver pagando, por exemplo, a terceira parcela, o cidadão terá direito a receber receber todas as parcelas anteriores.

Vale ressaltar que, em 2020, os beneficiários aprovados ao longo do ano não tiveram direito de receber os valores retroativos do auxílio emergencial de forma acumulada.

CONSULTE SUAS DÍVIDAS GRÁTIS

CONSULTE SUAS DÍVIDAS GRÁTIS

Quem recebe Bolsa Família tem direito ao auxílio emergencial?

Somente os beneficiários do Bolsa Família que receberam auxílio em 2020 também terão direito a receber em 2021, de acordo com os critérios definidos pelo Governo e descritos no início deste artigo.

Baixei o app do auxílio emergencial e me cadastrei. Como sei se vou receber?

Em 202, não será possível solicitar o auxílio emergencial por aplicativo e nem mesmo por qualquer outro meio. O Governo fará o pagamento automático e direto para a conta digital da Caixa das pessoas que se encaixarem nos critérios estabelecidos.

Por quanto tempo tenho direito ao auxílio?

O auxílio será pago em quatro parcelas de R$ 150, R$ 250 ou R$ 375 a trabalhadores informais e beneficiários do Bolsa Família. A data inicial para pagamento ainda não foi definida, mas é prevista para abril de 2021.

Estou devendo para o banco. O valor do auxílio emergencial pode ser descontado para cobrir essa dívida?

Não. Segundo anunciado pelo o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, foi firmado um acordo com a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), para que o valor do auxílio emergencial seja protegido. Desta forma, os bancos não poderão descontar dívidas do valor depositado pelo programa (conforme consta no site oficial do Governo).

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

Auxílio Emergencial vai deixar de existir?

Desde que foi implementado, o auxílio emergencial — benefício criado para ajudar famílias em situação de pobreza durante a pandemia de Covid-19, já tinha data para ser encerrado: dezembro de 2020, mas acabou sendo prorrogado até outubro de 2021 devido ao cenário econômico do país.

Porém, em novembro de 2021, começa a ser pago o Auxílio Brasil, programa que vem para substituir o já conhecido Bolsa Família e auxiliar famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza em todo o país, a fim de que consigam superar a situação de vulnerabilidade social.

Se você está com pendências em seu nome, a gente tem uma notícia boa para você: já pensou em quitar suas dívidas com até 99% de desconto? Na Acordo Certo é possível encontrar aquele descontão para positivar a sua vida financeira. 🙂

0 resposta para “Auxílio emergencial 2021: Quem Tem Direito?”

  1. Marcelo Rodrigues Nogueira Uszacki disse:

    Desconheço a dívida da Claro. O que devo fazer?

    • Williane disse:

      Oi, Marcelo! Tudo bem?
      A Acordo Certo facilita a conexão entre nossas empresas parceiras e seus consumidores. Sendo assim, não temos como eliminar essa dívida, mas você pode sinalizar no nosso site que se trata de um débito que você não reconhece. Dessa forma, a gente para de te enviar mensagens sobre oportunidades de acordo relacionadas a essa dívida, e ela deixa de aparecer pra você em nosso site.

      Para isso, siga o passo a passo abaixo:

      1- Entre no nosso site e faça o login com seu CPF e data de nascimento;
      2- Encontre a dívida que você não reconhece e clique nela;
      3- Depois, clique em “Não reconhece essa dívida?”;
      4- Leia as informações que aparecerão na tela com os contatos da empresa parceira (com quem você deve falar para questionar o débito e esclarecer a situação), marque a caixa de seleção e clique em “Ocultar essa dívida”.

      É importante ressaltar que isso não significa que a dívida foi quitada, ok? Recomendamos que você entre em contato diretamente com a empresa parceira (que é a “dona” da dívida) para entender a origem desse débito e o que fazer para resolver a questão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Seu bem-estar financeiro

Receba os artigos
do blog no
seu e-mail.

Campo Vazio
E-mail inválido

Cadastro efetutado com sucesso.

Erro no envio. Por favor, tente novamente.