Consulte grátis seu score de crédito

Como Preencher Cheque! [Passo a Passo]

Evite problemas e veja neste post quais são as melhores formas de preencher cheque. Siga nosso passo a passo para preencher tudo certo!

Como Preencher Cheque! [Passo a Passo]

Você sabe qual é a forma correta de preencher um cheque sem erros? Evite fraudes ou problemas com o pagamento fazendo o preenchimento correto no seu cheque.

O cheque é uma modalidade de pagamento que ganhou o gosto dos brasileiros pela sua versatilidade.

Afinal, qualquer pessoa que tenha uma conta bancária pode começar a usar cheques, dispensando, assim, a necessidade de andar com dinheiro em espécie. 

Porém, é preciso ter muita atenção ao preencher um cheque. Isso porque, é por meio do seu preenchimento que você inclui todas as informações importantes para que o cheque cumpra a sua função.

Ao preencher o cheque de forma errada, você corre o risco de ter seu cheque devolvido e, até mesmo, ter seu nome registrado no Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF) e precisar ir até o seu banco para regularizar a situação e limpar o nome.

Apesar de sua popularidade, o cheque vem caindo em desuso nos últimos tempos devido ao surgimento de novas tecnologias que oferecem tanta praticidade quanto o cheque. Entretanto, ainda é possível se deparar com esse meio de pagamento por aí.

Por isso, tanto quem está efetuando o pagamento por meio do cheque, quanto quem está recebendo, deve saber qual é a forma correta de se preencher um cheque.

Afinal de contas, um cheque preenchido errado pode gerar grandes dores de cabeça para ambos os lados.

Passo a passo de como preencher cheque

Preencher o cheque corretamente não é nenhum bicho de sete cabeças!

Independente do modelo de cheque, existem campos em branco, localizados na parte superior do cheque, que devem ser preenchidos com atenção para que não haja erro ou rasuras.

Como por exemplo, os dados do titular, número da conta, agência, etc.

  1. Preencha o valor numérico

A primeira informação que você precisa preencher no cheque é o valor numérico correspondente a quantia que vale aquele cheque. 

Esta informação deve conter sempre o símbolo do real (R$) e, para maior segurança e garantia que outra pessoa não irá alterar o valor do cheque, é recomendado que você inclua o símbolo do jogo da velha (#) antes e depois do valor.

Por exemplo, vamos supor que você está preenchendo um cheque no valor de R$1.000 para realizar uma compra. O espaço superior destinado ao valor numérico do seu cheque deve ficar da seguinte forma: #R$1.000#, assim, você impede que este valor seja alterado.

  1. Quantia por extenso

Depois de informar o valor numérico, você precisa repetir esta informação por extenso nas linhas disponíveis. Ou seja, o valor escrito por inteiro, sem números. 

É muito importante que este valor seja exatamente o mesmo que você colocou de forma numérica pois, caso haja divergência entre essas informações, o cheque não é compensado. 

Assim como quando você preenche o valor numérico, existem algumas estratégias para evitar que esta informação seja rasurada por outra pessoa. Uma boa técnica é colocar a informação entre parênteses e  fazer uma linha reta no espaço que sobrar. 

Por exemplo: (Mil reais) ———————————

  1. Destinatário do cheque

Logo após o preenchimento da quantia por extenso, seu cheque deve conter outra linha para que você informe o destinatário do cheque e normalmente esta linha começa com “à”.

Este campo deve conter o nome completo da pessoa ou loja para quem você está realizando o pagamento.

Quando você informa o destinatário do cheque, você está fazendo o famoso cheque nominal.

O cheque nominal traz mais segurança, uma vez que só poderá ser compensado pela pessoa ou loja que você informou. Porém, de acordo com determinação do Banco Central, somente cheques com valor superior a R$100 tem obrigatoriedade de ser nominal.  

  1. Preencha a cidade e data

Nas últimas linhas do seu cheque haverá um espaço dedicado para a inclusão da cidade e data. Seu preenchimento é importante pois servirá como registro da data e local da transação.

Você deve informar o dia e ano de forma numérica e o mês por extenso. No fim, ficará dessa forma: São Paulo, 01 de setembro de 2021

Não é obrigatório preencher a cidade, porém, é importante caso ocorra algum tipo de ação judicial, uma vez que o local descrito no cheque definirá a competência da vara, ou seja, a localidade do juiz.

Com o cheque, é possível realizar compras à vista ou a prazo. As compras parceladas são realizadas com o cheque pré-datado.

Para isso, o dono do cheque deve colocar uma data posterior à compra para que o documento seja descontado naquela data.

Por exemplo, se você está fazendo uma compra parcelada em 01 de setembro e precisa preencher cheque para 30 dias, é só colocar a data de 01 de outubro.

Entretanto, não há nada que impeça que o cheque não seja depositado antes da data definida. Por este motivo, é importante que o cheque pré-datado seja utilizado somente em estabelecimentos de sua confiança.

Caso aconteça com você de ter um cheque pré-datado depositado antes da data acordada, você pode entrar com um pedido de danos morais, já que o beneficiário descumpriu um acordo feito previamente entre os envolvidos.

  1. Assinatura

Por último, você deverá assinar o cheque. Apesar de parecer algo simples, é preciso ter muita atenção nesta etapa para evitar rasuras e futuros problemas. 

Na parte inferior do cheque haverá uma linha reservada para assinatura. Nela, você deverá assinar cheque com a mesma assinatura cadastrada no banco emissor do cheque. 

Sendo assim, busque abreviar somente os sobrenomes que foram abreviados na assinatura que você utilizou na abertura da sua conta. Desse modo, você dificulta a falsificação de sua assinatura.

Evite os erros e faça do cheque seu aliado

Vamos ver alguns erros que você precisa evitar na hora de preencher seu cheque? Siga a leitura:

  • Preencher de lápis ou canetas que podem ser apagadas
  • Deixar o campo de “data” em branco
  • Deixar de assinar seu nome
  • Colocar um valor no cheque mas escrever outro valor por extenso
  • Deixar rabiscos ou rasuras
  • Não usar a estratégia de cheques cruzados

banner-curso-endividado

O que é cheque cruzado e como fazer?

Cruzar o cheque é uma estratégia para evitar que o cheque seja passado para frente ou impedir a sua compensação em imprevistos como perda ou roubo do mesmo.

Fazendo dois riscos na diagonal no canto superior esquerdo, você sinaliza que aquele é um cheque cruzado, ou seja, só poderá ser pago por meio de depósito na conta, não sendo possível escolher a opção de ser pago na boca do caixa. 

Outro detalhe do cheque cruzado é que, se o dono do cheque colocar o nome do banco no meio das linhas, o cheque só poderá ser depositado naquele banco.

Por exemplo, se você está emitindo um cheque e, entre suas linhas, coloca “Banco do Brasil” e cruza o cheque, o estabelecimento ou pessoa que recebê-lo só poderá fazer o depósito do cheque em uma conta do Banco do Brasil.

O que é cheque pré-datado?

O cheque pré-datado é para fazer compras a prazo, e funciona quase como o parcelamento de cartão de crédito, pois cada parcela do pagamento será feito com uma folha de cheque, que já terá as datas corretas de compensação (como se fosse o vencimento de uma fatura de cartão de crédito).

Ou seja, neste tipo de cheque, além de preencher todas as informações normalmente e assinar, você também tem que adicionar a data em que ele deve ser compensado.

O que é um cheque nominal?

O cheque nominal é aquele que tem o valor acima de R$100,00 e que já conta com o nome de quem deve compensar.

Ou seja, este é um tipo de cheque muito mais seguro e que evita roubos, pois somente uma pessoa, seja ela física ou jurídica, tem a autorização para compensar o valor indicado.

Como preencher cheque de mil reais

Ao preencher cheque de mil reais, muitos consumidores ficam com dúvidas sobre como é a forma correta de se escrever o valor por extenso e questionam se o certo é usar mil, um mil ou hum mil.

De acordo com o dicionário de língua portuguesa, a forma correta de se quantificar 1.000 por extenso é usar “mil reais”. 

A expressão “hum” também não está correta pois não existe ao se falar de números.

Desta forma, para preencher um cheque de mil reais, basta seguir o passo a passo informado acima e, na hora de escrever o valor por extenso, preencher da seguinte forma: (mil reais)————————–.

Caso seja um valor maior, como R$1.200, por exemplo, basta seguir a mesma lógica. Neste caso, ficaria (mil duzentos e vinte e dois reais)—————————–.

O que acontece com cheque sem fundo?

Quando você emite um cheque e, na hora que o credor vai ao banco tentar descontar o valor, não tem saldo disponível na conta para compensação do cheque, isso é chamado de cheque sem fundo

Após duas tentativas de compensação, ou seja, de tentar reaver a quantia por duas vezes e não obter sucesso, o cheque é devolvido e a instituição pode incluir o nome e o CPF do titular no Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundo (CCF). 

Você consegue conferir esta inscrição fazendo uma consulta CPF.

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

O que acontece quando um cheque é devolvido?

Quando um cheque é devolvido, o seu banco tem a responsabilidade de te informar sobre o ocorrido e disponibilizar o cheque para retirada e regularização da situação.

Porém, pode ser que seu cheque esteja em posse do credor ou outra pessoa/instituição.

Caso isso aconteça, é fundamental localizar o cheque, por isso, o primeiro passo é entrar em contato com o credor para verificar se ele ainda está em posse da folha de cheque.

Outra possibilidade, é pedir ao banco a microfilmagem do cheque para saber qual foi a sua movimentação.

A microfilmagem funciona como uma cópia do cheque e é um serviço fornecido pelos bancos mediante o pagamento de uma taxa e contém informações como o nome de quem tentou sacar o valor. 

Vamos supor que você tem um cheque Bradesco que foi devolvido. Neste caso, o banco deve te notificar sobre o ocorrido e você deverá comparecer na sua agência para regularizar a situação e limpar o nome.

Caso o banco não esteja em posse do cheque, você pode entrar em contato com o credor (pessoa ou estabelecimento para quem você emitiu o cheque) e verificar se a folha está com ele ou, ainda, solicitar a microfilmagem no seu banco.

Quem pode solicitar um talão de cheque?

Para pedir, basta ser cliente de um banco que ofereça talões de cheques. Então, se você tem interesse, é só entrar em contato com seu banco e ver as formas disponíveis para fazer a solicitação.

Abaixo colocamos alguns bancos que oferecem chefes e as taxas para solicitar um novo talão:

Hoje em dia, é possível pedir um talão de cheques por internet banking ou aplicativos dos bancos, e solicitar a entrega na residência do consumidor. Outra opção é ir presencialmente em uma agência para fazer o pedido.

Normalmente, serão solicitados seus dados e documentos (como RG, CPF, etc.) para validação das informações e para evitar golpes e fraudes.

Cada banco trabalha com suas próprias regras para a emissão de talões de cheques. Por exemplo, no banco Bradesco você pode escolher talões de 10 ou 20 folhas, e precisa ter usado mais do que 50% do seu talão anterior para solicitar um novo.

Dicas úteis sobre cheque

Que tal mais algumas dicas rápidas para você usar quando for usar um cheque? Veja a seguir:

  • Sempre que pedir um novo talão de cheques, confira se todas as informações estão corretas, como seu nome, CPF, agência, conta e quantidade de folhas
  • Se for encerrar sua conta em um banco e tiverem sobrado cheques no talão, descarte-os de uma forma que seus dados não fiquem legíveis
  • Na hora de preencher, sempre complete todas as informações solicitadas, conforme explicamos neste post. Sobrou espaço em branco no cheque? Faça um risco para completar e evite deixar qualquer espaço
  • Não leve seu talão de cheques para todos os lugares com você. Vai usar cheque para fazer um pagamento? Separe somente a quantidade de folhas que irá usar e deixe o restante do talão guardado em um lugar seguro.

Conclusão

Preencher cheque corretamente é fundamental para evitar problemas futuros.

Além disso, quando você aprende a preencher um cheque, você aprende também alguns truques para ter mais segurança com essa forma de pagamento, como cheque nominal ou cheque cruzado. 

Quando você utiliza essas estratégias, você evita fraudes e, em casos de perda ou roubo, consegue garantir que o valor não será sacado pela pessoa errada.

Apesar do uso do cheque diminuir a cada ano com o desenvolvimento de novas tecnologias que facilitam os meios de pagamento, ele ainda é muito conhecido e utilizado, principalmente quando se trata de valores altos. 

Por isso, é muito importante que, tanto quem está emitindo quanto quem está recebendo o cheque, saibam qual é a forma correta de se preencher um cheque.

Consulte seu CPF e negocie suas dívidas com até 99% de desconto! É rápido, fácil e 100% online.

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

Na Acordo Certo, sua negociação é feita em um ambiente seguro e de maneira totalmente transparente.

2 respostas para “Como Preencher Cheque! [Passo a Passo]”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Seu bem-estar financeiro

Receba os artigos
do blog no
seu e-mail.

Campo Vazio
E-mail inválido

Cadastro efetutado com sucesso.

Erro no envio. Por favor, tente novamente.