Empréstimo Consignado: Ainda Vale a Pena?

Se você está em busca de uma linha de crédito com juros menores e que pode ser solicitado mesmo com nome sujo, o empréstimo consignado é uma ótima opção! Conheça tudo sobre ele aqui.

Empréstimo Consignado: Ainda Vale a Pena?

Se você está em busca de um crédito com juros menores, o empréstimo consignado pode ser uma ótima opção!

Entre todas as linhas de crédito do mercado, esta se destaca por ser acessível aos aposentados, pensionistas e trabalhadores com CLT, pois pode ser contratado até para aqueles que estão negativados ou com o score baixo. Legal, né?

Muita gente contrata este empréstimo até para renegociar dívidas e trocar uma cara por outra mais barata, mas mesmo para este objetivo, é importante analisar bem as taxas de juros e comparar as opções do mercado. Continue a leitura para entender tudo.

O que é empréstimo consignado?

O empréstimo consignado é uma linha de crédito pessoal oferecida exclusivamente aos trabalhadores com carteira assinada (CLT), servidores públicos, aposentados e pensionistas, pois as parcelas de pagamento do crédito são descontadas diretamente do salário ou benefício do INSS.

Ele existe desde 2004 após aprovação da Lei 10.820 e atualmente é oferecido por diversas instituições financeiras, como o Banco PAN, Itaú, Bradesco, etc.

Como funciona o empréstimo consignado?

Este crédito é bastante conhecido por ter o desconto em folha, ou seja, os trabalhadores, aposentados ou pensionistas não precisam emitir boletos manualmente e lembrar de pagar em dia o crédito solicitado, pois o mesmo é cobrado automaticamente no seu salário ou benefício INSS.

Este crédito consignado pode ser considerado como um empréstimo com garantia, afinal, a renda do trabalhador ou benefício já ficam comprometidos nas instituições financeiras, por isso o risco de inadimplência é quase zero.

CONSULTE SEU CPF GRÁTIS

Taxa de juros do consignado

Como a garantia de pagamento é grande, os juros ficam reduzidos no empréstimo consignado. Veja os dados compartilhados pelo Banco Central:

  • Segundo o BC, no crédito pessoal consignado público as taxas vão de 1,23% à 5,94% ao mês e de 15,83% a 99,78% ao ano
  • Já no crédito consignado privado, as taxas vão de 1,37% à 4,82% ao mês e de 17,70% a 75,97% ao ano

Quais são os prazos para pagamento e limite de contratos?

Os prazos para pagamento mudam de acordo com as regras de cada instituição financeira, mas o período mais comum é pagar o empréstimo consignado entre 12 e 24 meses.

Para chegar no prazo final, vários critérios são levados em consideração, como o valor de crédito solicitado, o convênio entre a empresa empregadora, o salário recebido e a porcentagem que será comprometida com o empréstimo.

Já o limite de contratos são nove simultâneos, entretanto, as parcelas não podem ultrapassar 35% do salário ou benefício recebido mensalmente.

CONSULTE SEU CPF GRÁTIS

Quais são os bancos que oferecem empréstimo consignado?

Atualmente, vários bancos e instituições financeiras oferecem o empréstimo consignado. Os exemplos seguintes oferecem o empréstimo consignado pessoal dos dois tipos, privado e público:

  • Banco Inter
  • Itaú
  • Banco Sicoob
  • Banco do Brasil
  • Bradesco
  • Santander
  • Portocred
  • Banco Safra
  • Banco BMG

Reunimos alguns exemplos de bancos que só oferecem a modalidade de empréstimo pessoal privado:

  • Agibank
  • Via Certa Financiadora
  • Banco Ribeirão Preto S.A.
  • Banco Paulista S.A.

E aqui estão mais alguns exemplos de bancos que só oferecem a modalidade de empréstimo pessoal público:

  • Sicredi
  • Banco Mercantil do Brasil
  • Banco C6 Consig
  • Banco PAN
  • Banco Master
banner-curso-endividado

Tipos de empréstimo consignado:

Existem 2 principais tipos de empréstimo consignado e eles atendem os diferentes perfis de pessoas: os funcionários públicos, os trabalhadores que tem carteira assinada, os brasileiros que trabalham nas forças armadas e os aposentados e pensionistas do INSS. Veja mais:

  1. Empréstimo consignado público: Esta linha de crédito atende os aposentados, pensionistas, além dos servidores públicos municipais, estaduais e federais. De acordo com o Banco Central, entre as instituições que oferecem esta linha de crédito, as taxas de juros vão de 1,23% até 5,94%.
  2. Empréstimo consignado privado: O consignado privado é oferecido para os trabalhadores de carteira CLT assinada. As taxas de juros podem ir de 1,37 até 4,82% ao mês e um exemplo muito conhecido de instituição financeira que oferece este produto é o Itaú Unibanco, que tem taxa de 2,74% ao mês e 38,34% ao ano.

CONSULTE SEU CPF GRÁTIS

Diferença entre empréstimo e crédito consignado

Os termos “empréstimo consignado” e “crédito consignado” significam a mesma coisa nos sistemas financeiros.

Entretanto, “empréstimo consignado” e “cartão de crédito consignado” tem diferenças.

O empréstimo consignado é um valor que um banco “empresta” para você e que é depositado de uma vez na sua conta corrente. Geralmente, já no mês seguinte você precisa começar a pagar este empréstimo, e a forma de pagamento é indireta, pois o valor da parcela é descontado automaticamente em folha de pagamento ou de um benefício previdenciário (aposentadoria).

O cartão de crédito consignado segue esta linha: o valor da fatura também é descontado do salário ou do benefício da pessoa. Ao contrário do empréstimo, em que você solicita um valor para o banco, no cartão de crédito consignado você só solicita o cartão. Após aprovação do limite, você usa normalmente como um cartão de crédito, e depois o pagamento da fatura é descontado automaticamente. O Banco PAN oferece este tipo de cartão.

Quem pode contratar o crédito consignado?

O empréstimo consignado pode ser solicitado por:

  • Pessoas aposentadas;
  • Pensionistas do INSS;
  • Funcionários públicos;
  • Servidores das Forças Armadas;
  • E trabalhadores que possuem carteira assinada (CLT)

Já o cartão de crédito consignado tem algumas restrições. Por exemplo, no Banco PAN somente pessoas aposentadas e pensionadas podem solicitar o cartão. Já o Banco Inter permite que os servidores públicos também solicitem o cartão.

CONSULTE SEU CPF GRÁTIS

Devo declarar empréstimo consignado no Imposto de Renda?

Sim, você precisa declarar seu empréstimo consignado no Imposto de Renda, mas só se ele passar do valor de R$5 mil reais.

Na verdade, quaisquer dívidas pagas e empréstimos pessoais contratados em 2021 devem ser declaradas no Imposto de Renda em 2022. Não esqueça que o prazo de 2022 vai até o dia 31 de maio.

Como declarar?

Siga os passos abaixo para declarar dívidas e o seu empréstimo consignado no Imposto de Renda:

  1. Acesse a plataforma do Imposto de Renda pelo site da Receita Federal ou baixe o aplicativo na lojinha do seu celular
  2. Selecione qual tipo de declaração você vai fazer, como “Criar Nova” ou “Importar Dados IRPF do ano anterior”. Caso esteja usando o modelo do ano anterior, não esqueça de atualizar todos os dados
  3. Escolha a opção “Dívidas e Ônus Reais” para adicionar seu empréstimo consignado na declaração. Você pode usar este mesmo campo também para colocar financiamentos e outros tipos de empréstimos
  4. Selecione em qual agente financeiro você fez o empréstimo: isso significa escolher onde você pediu o crédito, por exemplo se foi em Bancos (Estabelecimento bancário comercial), instituições financeiras privadas (Sociedades de Crédito, financiamento e investimento), etc.
  5. Adicione os detalhes do seu empréstimo: clique em “Discriminação” na plataforma e detalhe os dados do crédito, como número de parcelas e motivo do pedido
  6. Adicione os valores: Agora sim você coloca qual o valor total do crédito e o quanto você já pagou

É importante comentar que você só precisa colocar os valores que pagou dentro do ano referente ao Imposto de Renda.

Exemplo: Você contratou um empréstimo em Outubro de 2021 com o valor de R$1.200 reais parcelado em 12 vezes. Agora você está em Abril de 2022 e precisa fazer o Imposto de Renda, que tem como referência as despesas do ano anterior (2021).

Então, para adicionar este empréstimo consignado na declaração, você precisará colocar o que foi pago em 2021, que neste caso, foi R$200 reais (parcelas de Novembro e Dezembro de 2021). É necessário também colocar o quanto você ficou devendo até o final de 2021 (saldo devedor). Neste caso, é R$1 mil reais. Logo, na próxima declaração, você coloca se já quitou ou não este crédito.

Por fim, vale dizer também que se você tiver mais de um crédito consignado contratado, é necessário fazer este processo para cada um, de forma separada.

CONSULTE SEU CPF GRÁTIS

Como amortizar o empréstimo consignado?

Para amortizar o valor do seu empréstimo no período combinado no contrato, basta aguardar os descontos que acontecem de forma recorrente na sua folha de pagamento de salário ou no seu benefício INSS.

Entretanto, se você quer fazer a amortização de forma antecipada, para assim reduzir os juros das parcelas, basta entrar em contato diretamente com a instituição que administra seu empréstimo consignado.

Ou seja, se você fez o empréstimo consignado com o Itaú, basta conversar com eles em um dos canais de atendimento e solicitar os dados do sem empréstimo. Em seguida, você deve informar como quer antecipar estes pagamentos: de forma parcial (adiantar só algumas parcelas) ou de forma integral (pagar todas as parcelas restantes).

Após escolher, a instituição financeira precisa te indicar qual será a forma de pagamento desta antecipação, como emitir um boleto por exemplo.

Planeje-se antes de pedir um empréstimo

Depois de ver as características deste empréstimo, acho que você ficou com vontade de pedir para o seu banco, né?

Mas antes de contratar linhas de crédito, seja o empréstimo consignado ou até mesmo um cartão de crédito, você precisa se planejar bastante e organizar suas finanças.

Independente de qual seja o objetivo, tenha em mente o valor que as parcelas consumiriam do seu orçamento mensal, entenda se você consegue cumprir com o compromisso de pagar, se o dinheiro do crédito vai realmente ajudar, entre outros.

Por isso, organize primeiro suas finanças, anote despesas fixas e variáveis e só depois reflita se você consegue pedir um empréstimo neste momento.

CONSULTE SEU CPF GRÁTIS

Quanto tempo demora para o empréstimo consignado cair na conta?

O dinheiro deste tipo de empréstimo pode cair na conta em menos de 1 hora ou até em 72 horas, tudo depende em qual instituição financeira você escolher solicitar o crédito, pois cada uma delas tem suas regras para liberação.

Essa diferença de tempo de liberação ocorre pois cada banco tem seus critérios e formas de fazer a análise de crédito de cada consumidor, logo, alguns demoram um pouco mais e outros menos.

Por isso, saiba que se seu empréstimo demorou até 3 dias para cair na conta, significa que o banco passou esses dias avaliando se você apresentava algum risco de inadimplência.

Posso fazer um empréstimo consignado com o nome sujo?

Sim, você pode pedir um empréstimo consignado mesmo estando com o nome sujo.

Como este crédito está atrelado somente a folha de pagamento do trabalhador, muitas instituições não olham a pontuação score e nem o status nos Órgãos de Proteção ao Crédito, como a Boa Vista.

Por isso, mesmo que você esteja endividado e inadimplente, os bancos oferecem este empréstimo para você.

Inclusive, muitas pessoas aproveitam este dinheiro para limpar o nome ao fazer uma negociação e quitar as dívidas de uma vez. Claro que para isso é necessário avaliar se vale a pena trocar uma dívida cara por uma barata.

Como renegociar empréstimo consignado?

Para renegociar, você pode acessar diretamente plataformas de negociação de dívidas, como a Acordo Certo, consultar seu CPF e conferir as propostas personalizadas para você.

Vem ver como é fácil:

  • Acesse o site da Acordo Certo
  • Digite seu CPF
  • Se for seu primeiro acesso, preencha as informações solicitadas e crie uma senha segura de acesso
  • Pronto! Na tela vão aparecer os débitos pendentes que estão no seu nome, além das ótimas ofertas de negociação, já com descontos atrativos que cabem no seu bolso

A vantagem de fazer tudo por plataformas online assim é que você não recebe várias ligações chatas de cobranças do acordoo, pois todo o processo online, como o fechamento do acordo, os pagamentos das parcelas, as emissões de 2ª via do boleto, etc.

Outra forma de renegociar um empréstimo consignado é entrar em contato diretamente com a instituição financeira que forneceu o crédito para você, através dos canais de atendimento, como telefone, e-mail ou até mesmo por site.

CONSULTE SEU CPF GRÁTIS

Suspensão do empréstimo consignado: passo a passo

Para suspender seu empréstimo, será necessário fazer uma proposta ao banco ou instituição que concedeu o crédito consignado para você, e eles não são obrigados a conceder.

Esta opção de suspensão foi desenvolvida no ano da pandemia (2020) e a ideia inicial era que as pessoas poderiam solicitar esta suspensão apenas até o dia 11 de março de 2021. Entretanto, o Projeto de Lei foi sancionado e virou a Lei 14.131, logo, esta suspensão pode ser solicitada a qualquer momento.

Para solicitar, você precisa ser aposentado, pensionista do INSS, servidor público ou militar e o passo a passo é o seguinte:

  1. Analisar a própria situação financeira atual: você terá que fazer uma proposta para o banco, por isso, é necessário chegar preparado e com os motivos da suspensão na ponta da língua. Já reúna todos os motivos e separe documentos importantes (como holerite, contas recorrentes, outros débitos abertos, etc.).
  2. Confira quais são os canais de atendimento da instituição financeira que concedeu o empréstimo e escolha o canal mais efetivo para você
  3. Apresente a sua proposta e os documentos que separou anteriormente. Esta é a hora de convencer o banco ao apresentar os motivos da suspensão do empréstimo consignado
  4. Como é uma proposta, o banco pode negar ou fazer uma contraproposta. Por exemplo: você solicita a suspensão por 120 dias (período máximo segundo a Lei), e o Banco pode fazer a contraproposta de suspensão por somente 90 dias.
  5. Independente da resposta do banco, registre todas as informações da proposta, como o nome da pessoa que atendeu você, número do protocolo, data da proposta, etc.
  6. Agora é só acompanhar: caso sua proposta tenha dado certo, revise os detalhes do acordo e verifique se os descontos em folha vão acontecer ou não nos próximos meses.E não se esqueça: sua dívida NÃO foi perdoada, o banco apenas concedeu um período de suspensão. Por isso, aproveite este tempo para se organizar financeiramente, pois em breve os descontos vão seguir acontecendo.

Vale a pena fazer empréstimo consignado?

Sim, ainda vale a pena fazer empréstimo consignado em 2022, mas só se você tiver um bom motivo para usar este dinheiro e também se não for comprometer mais do que 35% da sua renda mensal, ok?

Como você viu, as taxas de juros são baixas e acessíveis aos trabalhadores, aposentados, pensionistas e servidores públicos, por isso, este empréstimo é um dos favoritos dos brasileiros

Esta linha de crédito pode ajudar você e sua família a realizarem metas e sonhos, como conquistas um veículo, uma casa própria, limpar o nome, aumentar o score de crédito ou apenas garantir conforto financeiro por um período.

Então, antes de contratar, fique de olho nas taxas de juros mensais e anuais e organize suas finanças para não ter surpresas e dores de cabeça no futuro.

Para finalizar, aqui vai uma dica bônus: compare outros empréstimos do mercado

Frisamos várias vezes que este empréstimo tem juros baixos, mas nada melhor do que você verificar essa informação com seus próprios olhos, não é?

Por isso, convidamos você para conhecer os outros tipos de empréstimos que existem no mercado clicando aqui. Assim, além de saber os detalhes do empréstimo consignado, você também vai conhecer outras modalidades de créditos e conseguirá comparar e contratar com mais segurança.

Conte conosco caso tenha dúvidas: é só mandar aqui nos comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seu bem-estar financeiro

Receba os artigos
do blog no
seu e-mail.

Campo Vazio
E-mail inválido

Cadastro efetutado com sucesso.

Erro no envio. Por favor, tente novamente.