Securitizadora: O que é e Como Funciona?

Alguma empresa diferente já cobrou a sua dívida e você não entendeu o porquê? Conheça as securitizadoras e entenda como essas empresas funcionam.

Securitizadora: O que é e Como Funciona?

Já aconteceu de você ter uma dívida com uma empresa e receber proposta de acordo ou mesmo cobrança em nome de outra empresa?

Isso acontece quando uma credora (empresa com a qual foi feita a dívida) recorre a uma outra empresa (securitizadora) para que faça a recuperação desses débitos em seu lugar.

O que é securitizadora?

As securitizadoras são empresas que compram as dívidas que os consumidores têm com outra companhia. As empresas vendem seus débitos a elas como forma de antecipar o recebimento dos valores devidos — quem paga é a securitizadora que, por sua vez, procura o consumidor para negociar e receber dele o valor devido.

O que a securitizadora faz?

Caracterizadas como Sociedades Anônimas, as securitizadoras são responsáveis por obter o direito de recebimento das dívidas de uma companhia. Assim, essas aquisições são transformadas em ações (títulos mobiliários).

Tome como exemplo uma loja que vende certa quantidade de um produto para um cliente, que escolhe parcelar seu pagamento.

Ao invés de ter que esperar todas as parcelas serem pagas (em dia ou em atraso), a loja vende a dívida do consumidor para uma securitizadora e, assim, recebe todo o dinheiro antes.

Como funciona uma securitizadora

Vamos exemplificar com valores: imagine que você tem um comércio e alguns clientes parcelaram ou não pagaram em dia, somando um total a receber de R$ 1.000.

Para receber esse valor, você precisará esperar os meses do parcelamento ou, em caso de atraso, entrar em contato com cada um desses clientes, negociar e receber os valores devidos, sua empresa precisará dispender de tempo e recursos (como, por exemplo, o salário de um funcionário dedicado a isso).

Ao mesmo tempo, você tem pressa: precisa receber a maior parte desse valor o quanto antes para manter a saúde financeira da sua empresa.

A solução proposta por uma securitizadora seria comprar essas dívidas por um valor um pouco menor (como R$ 900, por exemplo), garantindo uma margem de lucro, e usaria sua estrutura para procurar os consumidores para que quitem as dívidas — afinal, essa é a especialidade delas.

Assim, você garante R$ 900 no curto prazo e a dívida passa a pertencer à securitizadora.

Como sua dívida passa para uma securitizadora

Quando falamos de grandes empresas, essa negociação é bastante comum. Afinal, estamos falando de milhares ou milhões de clientes e, muitas vezes, vale mais a pena para a empresa vender as dívidas por um valor um pouco mais baixo e receber esse dinheiro em um período menor e por um custo mais baixo comparado ao que gastaria para recuperar as dívidas com sua própria equipe.

É por isso que acontece de você descobrir dívidas em seu nome com securitizadoras, e não com a empresa com a qual você fez o débito originalmente.

Como negociar seu débito com uma securitizadora

Para facilitar a vida dos consumidores que buscam quitar seus débitos, muitas securitizadoras são parceiras da Acordo Certo. Isso significa que basta entrar em nosso site e consultar seu CPF para descobrir ofertas de negociação com descontos de até 99% para positivar seu nome.

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

Outra empresa comprou minha dívida. E agora?

Se uma securitizadora comprou sua dívida, a empresa à qual você devia cede o contrato e você passa, então, a dever para esta nova empresa. Dessa forma, quando você pagar a dívida, o seu pagamento será feito diretamente para a securitizadora.

E fique tranquilo, este tipo de aquisição está dentro das conformidades da lei (como consta no capítulo “Da cessão de crédito” da lei nº 10.406, presente no Código Civil brasileiro).

Por que a empresa à qual eu devia vendeu minha dívida?

Retomando ao que falamos no início deste artigo, pode ser que a empresa precise do dinheiro da sua dívida e, por conta disso, ela recorreu ao capital de outra empresa. Para uma companhia, vender dívidas é uma forma segura de recuperar o dinheiro sem ter maiores prejuízos.

Também pode ser que a empresa à qual você devia não seja especialista em cobranças, o que pode gerar uma relação desgastante e pouco eficiente com os consumidores que estão devendo.

É aqui que entra a securitizadora, que compra a sua dívida para negociar com você. A partir disso, ela gera rentabilidade e transforma as dívidas compradas em ativos financeiros.

E como eu faço para saber que isso não é golpe?

Existem pessoas mal-intencionadas que se aproveitam das boas práticas das securitizadoras para aplicar golpes.

Para não cair nesse tipo de armadilha, você tem o direito de ser informado sobre a concessão do contrato (ou seja, da venda da sua dívida) e pode pedir um comprovante de cessão de crédito à empresa que comprou o débito.

Mesmo assim, se você desconfiar que está sendo vítima de um golpe, também é possível confirmar a compra da sua dívida falando com a empresa à qual você devia inicialmente.

É muito importante não correr o risco de pagar uma dívida que não existe (ou mesmo que não foi vendida)!

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

A aquisição da minha dívida por outra empresa pode me prejudicar?

Fique tranquilo, a compra da dívida por outra empresa não vai te prejudicar em nada — muito pelo contrário, a aquisição pode ser até mais vantajosa para você.

Como a securitizadora comprou a sua dívida por um preço menor, você também tem maiores chances de conseguir mais descontos, parcelar e até mesmo negociar os juros.

Como a Acordo Certo pode ajudar

Vale lembrar que a Acordo Certo não é uma securitizadora e, por isso, a gente não compra débitos de outras empresas. Somos uma empresa de renegociação de dívidas que te coloca em contato com mais de 30 empresas renomadas (dentre elas, algumas securitizadoras).

Assim, quem recebe o seu pagamento é a empresa responsável pelo apontamento da sua dívida, e não a Acordo Certo.

A gente está aqui para te ajudar a quitar suas pendências com os melhores descontos. 🙂

Voltando ao assunto, em relação ao seu contrato original com os juros, parcelas e/ ou encargos extracontratuais, isso não mudará. Por isso, é importante ficar de olho e questionar a empresa se alguma dessas mudanças acontecer.

Qual empresa fica responsável por tirar meu nome dos órgãos de proteção ao crédito?

Com a compra, a securitizadora é a dona da sua dívida e, assim, ela fica responsável pela retirada do seu nome dos órgãos de proteção ao crédito.

Assim como falamos no tópico anterior, a Acordo Certo é uma facilitadora e, portanto, não fazemos a retirada (como também não colocamos) restrições em seu CPF.

Qual a diferença entre a Acordo Certo e uma securitizadora?

A Acordo Certo coloca você em contato com mais de 30 empresas para renegociar dívidas. Dentre elas, temos parceria com securitizadoras, empresas de telecom, varejistas, etc (veja todos os nossos parceiros em nosso site oficial).

No site, você pode renegociar sua dívida com os melhores descontos do mercado e sem precisar sair de casa. É isso mesmo, é tudo online, rápido e sem complicações.

A securitizadora, como falamos ao longo deste post, faz o papel de adquirir dívidas e, para facilitar ainda mais, existe a opção de colocar empresas como a Acordo Certo para simplificar a negociação com condições de pagamento para lá de especiais. 😉

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

Securitizadoras parceiras da Acordo Certo

Temos parceria com as seguintes securitizadoras: Recovery, Itapeva, Crediativos, Atlântico Fundo de Investimento, Ipanema e Ativos S/A.

Agora que você já sabe o que é uma empresa securitizadora, que tal entender mais sobre empresas como a Acordo Certo?

Uma resposta para “Securitizadora: O que é e Como Funciona?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seu bem-estar financeiro

Receba os artigos
do blog no
seu e-mail.