Open Banking: O que é? Guia Completo

Muito tem se falado nos últimos tempos sobre o tal do Open Banking, mas ainda tem muita gente que não sabe o que é, como funciona, se é seguro, quais são as vantagens desvantagens e etc. Então, para te ajudar, vamos tirar todas as suas dúvidas nesse guia completo.  O novo sistema que promete revolucionar […]

Open Banking: O que é? Guia Completo

Muito tem se falado nos últimos tempos sobre o tal do Open Banking, mas ainda tem muita gente que não sabe o que é, como funciona, se é seguro, quais são as vantagens desvantagens e etc.

Então, para te ajudar, vamos tirar todas as suas dúvidas nesse guia completo. 

O novo sistema que promete revolucionar o mercado financeiro e trazer mais autonomia para os consumidores já está sendo implementado no Brasil pelo Banco Central do Brasil (BCB) e deve ser concluído até outubro de 2021.

A expectativa para o Open Banking é grande pois, além de oferecer aos consumidores maior controle sobre seus dados e sua vida financeira, vai possibilitar que novas soluções financeiras surjam para competir com os bancos tradicionais e trazer mais opções para os usuários.

O que é Open Banking?

Ao pé da letra, Open Banking significa “banco aberto”, ou “sistema bancário aberto”. Mas calma, isso não quer dizer que todo mundo tem acesso às suas informações bancárias! 

Na prática, o Open Banking nada mais é do que um conjunto de regras e tecnologias que permitem o compartilhamento de dados e serviços dos consumidores entre os bancos e instituições financeiras. 

O ponto chave do Open Banking é que o cliente passa a ser dono de seus dados financeiros e ter total controle sobre eles.

Ou seja, bancos e instituições financeiras só poderão compartilhar os dados de seus clientes (seja pessoa física ou jurídica), se o mesmo solicitar e autorizar o compartilhamento de suas informações com a outra empresa. 

A transformação tem como principais agentes os bancos digitais, como o Nubank, e fintechs (startups financeiras), que surgiram com o objetivo de transformar o mercado financeiro por meio da tecnologia. Mas os bancos tradicionais como Itaú, Bradesco, Banco do Brasil e Santander também estão dentro da novidade.

Como funciona o Open Banking?

O novo modelo muda completamente a forma como os consumidores e as empresas financeiras se relacionam.

Até então, todo o histórico de crédito que você construiu com o seu banco, como pagamentos em dia, perfil de gastos, empréstimos e etc, eram gerenciados internamente pelo sistema bancário daquela empresa.

Então, caso você quisesse trocar de banco, essas informações ficavam presas, já que uma instituição não compartilha os dados com outras. 

Dessa forma, sempre que você abrisse uma nova conta em uma instituição financeira, seu relacionamento precisaria começar do zero, dificultando ainda mais o acesso a serviços e produtos como empréstimos, cartão de crédito e etc.

Com o Open Banking, você passa a ter total controle sobre os seus dados e pode levar seu histórico de crédito para onde quiser, assim não precisa começar do zero com toda nova instituição que você quiser.

Por exemplo, após a solicitação e autorização do cliente, o Banco Santander poderá compartilhar seus dados com o Banco Itaú

Mas não se preocupe, isso não quer dizer que todas as suas informações ficarão desprotegidas e qualquer pessoa poderá acessá-los sem autorização.

Parte dos sistemas das instituições financeiras será padronizada para que seja possível fazer a troca de informações entre elas. Além disso, tudo será feito respeitando as regras da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais.

Todo esse processo acontecerá por meio de APIs, e se você não sabe o que é isso, vamos te explicar.

API Open Banking

API, ou Application Programming Interface, é parte de um sistema que funciona justamente como uma área para que os sistemas conversem entre si. 

Esse é um componente padrão de tecnologia, que já é muito usado na integração de diversos sistemas. Basicamente, a API é uma espécie de ponte que conecta um sistema a outro por meio de uma linguagem padrão.

Por exemplo, quando você acessa o Google Maps e visualiza shoppings e estabelecimentos no mapa mesmo sem pesquisar, isso acontece por conta de APIs que buscam otimizar a experiência dos usuários.  

A plataforma de Open Banking funcionará da mesma forma. Nesse caso, todos os bancos e instituições financeiras terão APIs que permitirão que outras empresas visualizem os dados e criem novos produtos e soluções por meio deles.

É claro que isso acontecerá somente mediante solicitação e autorização do cliente, seguindo as regras de segurança estabelecidas.

Vantagens do Open Banking

As principais vantagens do Open Banking estão relacionadas à liberdade e competitividade que esse novo modelo promete trazer para o sistema financeiro.

Basicamente, com o compartilhamento de dados, o sistema tende a ser mais livre, conectado e inovador, permitindo que novos produtos e soluções surjam para tornar a vida do consumidor mais simples. 

Confira alguns dos benefícios do Open Banking que você vai poder aproveitar:

  • Rapidez na contratação de serviços e portabilidade;
  • Ofertas de produtos e serviços personalizadas de acordo com o seu perfil;
  • Mais opções de produtos e serviços;
  • Menores taxas e tarifas;
  • Transparência no compartilhamento de dados; 
  • Soluções financeiras mais inovadoras.

O Open Banking promete priorizar a experiência do cliente e a diversidade de soluções financeiras para o consumidor. Por isso, a expectativa com a implementação deste novo modelo é realmente uma revolução no sistema financeiro brasileiro.

Open Banking Santander

A implementação do Open Banking acontecerá no Brasil em diversas fases, sendo que a primeira teve início em fevereiro de 2021 Assim como a maior parte dos bancos, o Banco Santander já começou sua atuação.

Chamado de Open Finance, já é possível autorizar o compartilhamento dos seus dados e receber ofertas personalizadas do Santander.

O Open Banking é seguro?

Com tudo o que você leu até agora, tenho certeza que deve estar se perguntando se o Open Banking é seguro, não é mesmo?

Primeiro de tudo, é importante saber que todo o processo do Open Banking será regido de acordo com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais), que entrou em vigor neste ano e abrange não só a área financeira, como também qualquer outra que utilize dados pessoais.

De modo resumido, a lei dá autonomia para o cliente sob seus dados, possibilitando que ele escolha como, com quem e até quando seus dados serão compartilhados.

Outro ponto importante é que o Open Banking no Brasil funcionará sob a regulamentação do Banco Central.

Toda e qualquer instituição participante precisará estar sob o guarda-chuva do BC como instituição financeira, que será responsável pela padronização das medidas de segurança.

Além disso, todo e qualquer envio ou recebimento de dados dentro do Open Banking estará protegido pela Lei Complementar n° 105/2001, do Sigilo Bancário, que proíbe o compartilhamento de dados para empresas que não participam do Open Banking, assim como proíbe a venda de informações de consumidores para terceiros.

Open Banking x PIX

Com toda certeza, Pix e Open Banking são os assuntos mais comentados no mercado financeiro nos últimos tempos.

As duas novidades chegaram para movimentar o sistema financeiro brasileiro e surgiram para trazer mais agilidade e transparência para os consumidores. 

O Pix, lançado em novembro de 2020, chegou para facilitar o processo de compra dos consumidores. Com transferências realizadas em questão de segundos, 24 horas por dia, sete dias por semana, e de forma gratuita.

Podemos dizer que Pix e Open Banking são serviços que se complementam e têm objetivos em comum: tornar o sistema financeiro brasileiro mais moderno e reduzir a burocracia nos processos. 

De um lado, o Pix promove a competitividade entre empresas, do outro, o Open Banking torna a oferta de produtos e serviços financeiros mais clara e personalizada.

Conclusão

Toda mudança pode ser um pouco assustadora no começo e gerar uma certa insegurança.

Mas, antes de qualquer coisa, é fundamental buscar se informar sobre as inovações e entender mais a fundo como elas irão funcionar e como você será impactado com as mudanças.  

Quando o assunto é dinheiro, sabemos que todo cuidado é pouco. Estamos aqui para te ajudar a entender tudo o que pode afetar a sua vida financeira. Se ficou com alguma dúvida, deixe aqui nos comentários.

Perguntas Frequentes

O que significa Open Banking?

Basicamente, Open Banking significa “banco aberto”. Com isso, as instituições financeiras e bancos passam a ter a liberdade de compartilhar dados de seus clientes com outras empresas mediante sua solicitação e aprovação. Desse modo, os consumidores passam a ter maior controle sobre seus dados e a possibilidade de usufruir de diversos benefícios.

Quando começa o Open Banking?

A implementação do Open Banking no Brasil está dividido em diversas fases. A primeira fase teve início em fevereiro de 2021 e todo o processo deve ser concluído até outubro do mesmo ano.

Quais são as vantagens do Open Banking?

As principais vantagens do Open Banking estão relacionadas a liberdade e competitividade que o novo modelo trás para o sistema bancário.

2 respostas para “Open Banking: O que é? Guia Completo”

  1. Marcelina Lopes da Mota disse:

    Bom dia meu nome é Marcelina Lopes da Mota eu paguei o meu boleto na sexta feira dia 10 setembro ela venci no dia 16 setembro quantos dias para o boleto ser compensado

    • Williane disse:

      Oi, Marcelina! Tudo bem?
      Pedimos um prazo de 10 dias úteis. Isso porque a empresa parceira precisa reconhecer o seu pagamento e, depois, nos avisar que o boleto foi pago dentro do prazo.
      Um boleto demora até 3 dias úteis para ser confirmado pelo banco. Na Acordo Certo, a confirmação do seu pagamento também passa pela empresa parceira, por isso o tempo de compensação pode ser maior.

      Mas não se preocupe! Se você pagou o seu boleto dentro da data de vencimento, está tudo certo. Guarde o seu comprovante, ele é a prova do seu pagamento. 😊
      Caso tenha passado o prazo de 10 dias úteis, entra em contato com o nosso time pelo https://app.acordocerto.com.br/fale-conosco, lá conseguiremos verificar como anda o seu acordo, ok?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seu bem-estar financeiro

Receba os artigos
do blog no
seu e-mail.