Renegociação FIES 2022: Como fazer? 5 dicas para não atrasar as parcelas

Entenda como renegociar sua dívida com o FIES e ainda veja 5 dicas para nunca mais atrasar suas parcelas!

Renegociação FIES 2022: Como fazer? 5 dicas para não atrasar as parcelas

Você sabia que pelo menos 1 milhão de estudantes brasileiros estão endividados, totalizando pelo menos 9 bilhões de parcelas não pagas?  

É por isso que foi desenvolvida Renegociação FIES! Com o principal objetivo de tirar os estudantes das dívidas, este recurso incentiva a quitação de dívidas e garante no mínimo 86% de desconto nas parcelas.  

Veja tudo sobre este recurso e entenda se você atende os requisitos para poder renegociar sua dívida FIES!  

O que é a Renegociação FIES?

A renegociação FIES é um recurso criado através da Medida Provisória 1090 para ajudar os estudantes que estão inadimplentes no Fundo de Financiamento Estudantil.  

Esta medida foi criada em 30 de dezembro de 2021 e beneficia pelo menos 1 milhão de estudantes brasileiros que não conseguiram quitar suas dívidas do financiamento.  

Quem pode renegociar as dívidas do FIES em 2022

Existem alguns requisitos para poder iniciar uma renegociação do FIES:  

  • É necessário ter contratado o Fundo de Financiamento Estudantil até a data de 31 dezembro de 2017 
  • No dia 30 de dezembro de 2021, o estudante já precisa estar inadimplente há mais de 90 dias 
  • Além disso, o contrato do FIES precisa estar em fase de amortização, ou seja, fase final do financiamento, que começa após a graduação do estudante 

banner-curso-endividado

Onde posso renegociar minhas dívidas com o FIES? 

Você poderá iniciar o processo de renegociação através do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal.  

Para fazer o processo pelo BB, basta acessar esta página. E para renegociar pela Caixa, basta ter o login e iniciar a renegociação através desta página, pela simulação da renegociação. 

Abaixo deixamos o passo a passo para facilitar! 

CONSULTE SEU CPF

Como fazer Renegociação FIES?

Como comentamos, você consegue fazer sua renegociação de forma online, através do Banco do Brasil ou da CAIXA Econômica Federal. Pra isso, é necessário atender os requisitos para a renegociação.  

Para fazer através da CAIXA, basta seguir os passos: 

  • Primeiro, confira se você tem o direito e faça simulações direto no site da CAIXA 
  • Em seguida, faça login e verifique se é necessário enviar documentos para atualizar o cadastro 
  • Por fim, siga para a aprovação da renegociação: para isso, é só emitir o boleto da primeira parcela (ou da parcela única, caso escolha pagar à vista) 
  • Após o pagamento desta parcela, a CAIXA processará a adesão da sua renegociação

Vamos ver agora como fazer pelo Banco do brasil? Também é bem simples: 

  • Acesse o site do Banco do Brasil para ver detalhes. É possível fechar a renegociação diretamente pelo aplicativo do Banco ou presencialmente em qualquer agência 
  • Para fazer de forma digital, basta fazer login e acessar a opção “soluções de dívidas” e em seguida “renegociação FIES” 
  • Por lá, será possível ver se você está apto a contratar a renegociação, ver as formas de pagamento disponíveis e emitir os boletos  

CONSULTE SEU CPF

Condições para negociar sua dívida com o FIES

As condições de negociação variam de acordo com o tempo de inadimplência do estudante. Ou seja, quanto menos atrasado estiver, mais desconto e melhores condições ele consegue principalmente nos juros e encargos pelo atraso.  

A data levada em consideração será sempre o dia 30 de dezembro de 2021, logo, os atrasos sempre devem contar com esta data.  

Para conseguir aplicar as condições no seu próprio cenário, basta fazer uma simulação no site da CAIXA Econômica Federal ou no Banco do Brasil. 

De toda forma, vamos ver dois exemplos práticos? 

O estudante Pedro começou a atrasar seu financiamento FIES no dia 01 de maio de 2021. Logo, ao considerarmos a data de 30/12/2021, podemos ver que ele está com atraso de 243 dias. Logo, ele poderá usar as condições para contratos com mais de 90 dias e até 360 dias em 30/12/2021.  

Já o Luiz começou a atrasar em 01 de dezembro de 2020. Ou seja, seu FIES já está atrasado 394 dias e por isso terá que usar as condições para contratos com mais de 360 dias em 30/12/2021.  

Agora, veja as condições e descontos para cada cenário e avalie se é melhor pagar parcelado ou à vista: 

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

Contratos em atraso com mais de 90 e até 360 dias em 30/12/2021

Esta é a condição que se enquadra no cenário do estudante Pedro, apresentado acima.  

Ele pode optar por uma destas opções: pagar a dívida à vista com 100% de desconto nos juros, ou pagar parcelado em até 150 vezes, também com 100% de desconto nos juros.  

Veja mais detalhes:  

Pagamento à vista

Como falamos, quanto menos tempo de atraso, melhor as condições para pagamento.  

Nesta opção de renegociação FIES à vista, o estudante pode pagar sua dívida com 100% de desconto sobre os juros e encargos. 

Além disso, também tem o desconto sobre o valor principal da dívida, que é 12%.  

Pagamento parcelado

O estudante inadimplente também pode optar por parcelar sua renegociação de dívida em até 150 vezes e mesmo assim garantir um bom desconto.  

Para o pagamento a prazo, o desconto é de 100% sobre os juros e encargos pelo atraso, mas não há desconto no valor principal da dívida.  

Além disso, o valor mínio da parcela precisa ser de pelo menos R$200.  

CONSULTE SEU CPF

Contratos em atraso com mais de 360 dias em 30/12/2021

Agora vamos conferir as condições para os estudantes inadimplentes que possuem mais dias de atraso. Este é o cenário que se enquadra no nosso exemplo Luiz, o estudante que tem 394 dias de atraso.  

Para estas condições, são levados em consideração pagamentos à vista, parcelado em até 10 vezes ou parcelado em até 150 vezes (que dá 12 anos e meio).  

Além disso, a renegociação FIES também considera estudantes que fazem parte do CadÚnico ou que receberam benefício do auxílio emergencial 2021.  

Veja a seguir os descontos possíveis:  

Para estudantes que fazem parte do Cadastro Único ou tenha sido beneficiário do Auxílio emergencial 2021

Se você é um estudante que está no CadÚnico ou que recebeu auxílio emergencial em 2021, então você tem condições especiais, mesmo com atraso de mais de 360 dias: é garantido para você pelo menos 92% de desconto no valor total da dívida e a possibilidade de parcelar sua renegociação até 150x. 

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

Pagamento à vista ou parcelado em até 10x

Caso opte por pagar à vista ou a prazo em até 10 parcelas, você garante 92% de desconto no valor total da dívida, já contando com os juros e encargos do atraso de mais de 360 dias.  

Se optar por pagar em até 10 vezes, será necessário que suas parcelas sejam no valor mínimo de R$200, e estas serão corrigidas mês a mês pela Taxa SELIC. 

Já se preferir pagar em até 150 vezes (ou 12 anos e meio), sua parcela também deverá ser de pelo menos R$200, mas elas NÃO serão corrigidas pela SELIC.  

Pagamento parcelado (até 150 parcelas)

Se preferir parcelar em mais vezes (até 150 parcelas), você ainda conseguirá um bom desconto sobre os juros e encargos: 100%! 

Mas não se esqueça que a parcela da sua renegociação ainda terá que ser de pelo menos R$200. 

Para os demais estudantes

Para aqueles estudantes que NÃO estão inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) e que também não receberam auxílio emergencial em 2021, as condições mudam um pouquinho.  

Ainda é possível conseguir descontos, mas eles começam em 86,5% e podem ir até 100%. Veja a seguir.  

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

Pagamento à vista ou parcelado em até 10x

Se preferir pagar tudo de uma vez (à vista) ou então optar por parcelar em 10 vezes, você conseguirá um desconto de 86,5% no valor total da dívida, isto é, já contando com os juros e encargos devido ao atraso.  

Para aqueles estudantes que irão pagar a prazo em até 10 parcelas, é importante lembrar que elas terão que ser com o valor mínimo de R$200, mas que este valor será influenciado pela Taxa Selic e corrigido mês a mês.  

Pagamento parcelado (até 150 parcelas)

Mas se você é um estudante que precisará parcelar em mais de 10 vezes, está tudo bem, pois você também garante descontos.  

Você poderá dividir a renegociação em até 160 parcelas e ainda ganhará 100% de desconto sobre os juros e encargos do atraso.  

Para este caso, também é necessário que as parcelas sejam de pelo menos 200.  

Documentos do Fiador

Quando o estudante fecha o financiamento com o FIES, ele precisa definir um fiador, que pode ser convencional (pessoas com a renda igual ou superior a mensalidade do curso) ou fiador solidário (quando estudantes se unem para serem os fiadores uns dos outros).  

Logo, alguns financiamentos, ao serem renegociados, também precisam do apoio do fiador, mas apenas para acompanhar o processo, atualizando ou incluindo os dados no contrato.   

Confira a lista destes documentos do fiador que podem ser solicitados: 

  • Documentos cadastrais, como RG, CPF e certidão de nascimento ou casamento 
  • Comprovante de residência 
  • Comprovante de renda 

CONSULTE SEU CPF

Quais os descontos da renegociação FIES?

Que tal um resumo de todos os descontos que a renegociação FIES oferece, de acordo com o tempo de atraso e forma de pagamento? Tá na mão! Confira abaixo:  

 TEMPO DE ATRASO   
De 90 a 360 dias de atraso Mais de 360 dias de atraso, com CadÚnico ou Auxílio EmergencialMais de 360 dias, sem CadÚnico ou Auxílio Emergencial 
Pagamento à vista 100% sobre juros e encargos +12% sobre o valor principal 92% sobre o valor total, incluindo juros e encargos 86,5% sobre o valor total, incluindo juros e encargos 
Parcelado em até 10x 100% sobre juros e encargos +valor mínimo de R$200 por parcela 92% sobre o valor total, incluindo juros e encargos +valor mínimo de parcela R$200, corrigido pela taxa SELIC  86,5% sobre o valor total, incluindo juros e encargos +valor mínimo de parcela R$200, corrigido pela taxa SELIC  
Parcelado em até 150x 100% sobre juros e encargos +valor mínimo de  R$200 por parcela 100% sobre juros e encargos +valor mínimo de  R$200 por parcela  100% sobre juros e encargos +valor mínimo de R$200 por parcela  

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

5 Dicas para nunca mais atrasar as parcelas

1 – Organize suas finanças 

Se você acompanha nosso blog, deve estar cansado de ler isso, mas vamos reforçar mais uma vez: é MUITO importante ter as suas finanças pessoais organizadas e se possível até centralizadas em um único local, como em planilhas, cadernos, agendas, etc.  

Ao organizar seu dinheiro e saber exatamente o quanto entra e o quanto sai da sua conta corrente todos os meses, você consegue visualizar o quanto da sua renda já está comprometida e assim verifica se cabe uma parcela de renegociação no seu orçamento. 

Se você organizar primeiro as finanças e depois fechar a renegociação, é muito mais provável que não atrase as parcelas, pois como você calculou com antecedência, terá com mais facilidade o dinheiro do pagamento disponível.  

2 – Analise bem antes de fechar uma renegociação 

Depois de fazer a organização do seu dinheiro e entender seu orçamento, avalie com calma as opções de renegociação. 

No caso da renegociação FIES, você viu que existem várias modalidades de pagamento, e isso foi feito justamente para que a quitação da dívida caiba no seu bolso e não atrapalhe o pagamento das suas contas básicas, como saúde, moradia, alimentação, etc.  

Por isso, antes de aprovar a renegociação, avalie todos os detalhes, como descontos, quantidade de parcelas, datas de vencimento dos boletos, se existem juros, etc.  

Deixe tudo ajustado conforme a sua rotina e a sua necessidade, que assim você evitará atrasos de pagamentos.  

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

3 – Coloque lembretes para pagar e pague assim que receber sua renda 

Você fechou a renegociação? Então está na hora de se programar para pagar. 

Nesta fase, recomendamos que você NÃO conte apenas com a sua cabeça para lembrar de fazer os pagamentos.  

Nosso dia tem muitas responsabilidades e compromissos, e fica muito fácil esquecer de pagar uma conta, principalmente se ela é uma renegociação de dívidas. 

Use a tecnologia a seu favor e crie alarmes e lembretes no seu computador ou celular. Configure para este lembrete tocar no dia que você recebe sua renda mensal e pague a renegociação FIES imediatamente! 

Evite deixar os pagamentos para depois, ou para mais tarde, ou para amanhã, pois essa atitude aumenta muito as chances de você se esquecer de pagar e atrasar, e assim gerar mais um boleto vencido.

4 – Faça renda extra  

Está chegando o dia do vencimento da parcela da renegociação e você percebe que não vai conseguir pagar? Então arregace as mangas e mãos à obra!  

Fazer renda extra não é um bicho de sete cabeças, aliás, pode ser até divertido e melhorar sua vida, como aumentar o espaço da sua casa ao vender itens que não estão sendo usados.  

Hoje é possível fazer renda extra de várias formas, inclusive digitalmente, como assistindo vídeos no KWAI, respondendo pesquisas online, etc. 

Procure a forma que mais se encaixa no seu dia a dia e não fique esperando mais uma conta atrasar. Corra e faça pelo menos o que tiver ao seu alcance, ok?  

5 – Não faça novas dívidas 

Lembra que no começo falamos para você organizar suas finanças? Precisamos complementar esta dica dizendo que esta ação deve ser feita com frequência, e não somente uma vez. 

A verdade é que quanto mais organizada e planejada sua vida financeira estiver, mais dificilmente você atrasará o pagamento das suas contas e dívidas.  

Ou seja, mesmo depois de quitar sua renegociação FIES, continue fazendo a sua organização financeira pessoal: observe seus gastos domésticos e gerais, corte despesas, reduza contas e o mais importante: não faça compras por impulso e que estão fora do seu orçamento.  

Ao fazer isso, você corre grande risco de ficar endividado de novo e ficar com o nome sujo. 

Evite virar um “inadimplente recorrente” que limpa o nome e quita as dívidas, mas logo em seguida já suja de novo devido a atrasos e novos débitos, ok?  

CONSULTE SEU CPF

Para fechar com chave de ouro: que tal renegociar todas as suas dívidas online? 

Se você tem dívida com o FIES, neste post te apresentamos todas as formas de fazer a renegociação. E como você percebeu, é possível fazer este processo de forma digital. 

Negociar dívidas online traz muita agilidade, conforto e economia de tempo, afinal, não é necessário ficar horas em filas de bancos e gastar mais dinheiro para fazer o deslocamento até uma agência física. 

A boa notícia é que não são somente dívidas com o FIES que podem ser negociadas de forma online! Na verdade, se você consultar o CPF no site da Acordo Certo, já consegue renegociar outras dívidas com os nossos parceiros

Por isso, não perca tempo e aproveite para fazer todo o processo de negociação de forma online e sem ligações chatas de cobranças: é só acessar nosso site e digitar seu CPF.  

NEGOCIE SUAS DÍVIDAS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seu bem-estar financeiro

Receba os artigos
do blog no
seu e-mail.

Campo Vazio
E-mail inválido

Cadastro efetutado com sucesso.

Erro no envio. Por favor, tente novamente.