Cheque especial: o que é e como evitar juros altos.

O que é cheque especial e como evitar juros altos?

Acordo Certo

janeiro 24, 2020

6

minutos para ler

Quem tem conta corrente em banco já deve ter se deparado com o cheque especial, seja olhando o extrato ou conversando com o gerente, que provavelmente deve ter oferecido esse produto financeiro. Mas, afinal de contas o que é cheque especial e como evitar juros altos?

Para responder a esta pergunta, preparamos este conteúdo explicando quais são as suas características, para que ele serve e quais são as suas vantagens e desvantagens. Esperamos que o texto seja útil. Boa leitura.

O que é cheque especial?

De forma simplificada, o cheque especial é mais uma das diversas linhas de crédito oferecidas pelos bancos aos seus clientes, disponibilizado diretamente na conta corrente, na forma de um limite pre-aprovado, o que não torna dispensável análises por parte do banco toda vez que o cliente desejar utilizar esse tipo de crédito.

Quais são as características do cheque especial?

O cheque especial combina duas características básicas, que o costumam diferenciar de outras linhas de crédito disponíveis no mercado. A primeira dela é a facilidade de utilização, uma vez que ele é pré-aprovado e fica disponível no limite da conta do cliente, que pode utilizá-lo sempre que necessário.

A outra característica que marca o cheque espacial são os altos juros cobrados. Enquanto o correntista não depositar os valores utilizados e cobrir o saldo devedor, os juros ficarão correndo, aumentando o valor da dívida de forma perigosa. O tamanho dos juros do cheque especial vão ser abordados ainda com mais detalhes em outro tópico deste texto.

Para que serve o cheque especial?

No geral, o cheque especial costuma ser um excelente aliado em emergências financeiras, como no caso de contas ou despesas das mais diversas que não estavam previstas no orçamento. Dessa forma, o cliente pode utilizar o limite disponibilizado para honrar esse compromisso na data prevista.

Ou seja, a função do cheque especial é servir como um alívio rápido para aqueles momentos em que o dinheiro disponível na conta não for capaz de fazer jus a todas as pendências financeiras existentes. Por isso, é importante saber o que é cheque especial e como evitar juros altos.

Como funciona o cheque especial?

Entender como funciona o cheque especial não é difícil. Apesar disso, não é raro encontrar pessoas que já tenham utilizado desse serviço sem sequer saber o que se trata essa linha de crédito.

Imagine, por exemplo, que você tenha separado 150 reais para quitar sua conta de luz do mês. No entanto, quando a fatura chega, o valor a ser pago é de 250 reais, muito maior do que o esperado.

Caso não seja possível remanejar o dinheiro de outras despesas, você pode utilizar o limite do cheque especial para fazer o pagamento na data do vencimento da conta. Contudo, seu saldo ficará negativo até que o dinheiro emprestado seja devolvido, com os juros sendo cobrados.

Qual a taxa de juros do cheque especial?

No entanto, contar com a praticidade do cheque especial tem seu custo, representado pelas taxas de juros, que costumam ser bem altas. Para se ter uma ideia, em outubro de 2019, a taxa de juros média para operações no cheque especial era de 305, 9% ao ano. Enquanto isso, linhas de crédito para empréstimo pessoal costumam praticar taxas bem menores a quem pede dinheiro emprestado por linhas de crédito pessoal.

A razão para essa diferença costuma se explicado pelo fato de que no cheque especial, o dinheiro é liberado sem nenhuma garantia e de forma pré-aprovada. Dessa forma, diante da possibilidade maior de não ser pago, os bancos elevam os juros como forma de proteção.

Preocupado pelo alto nível de endividamento causado por essa linha de crédito, o Banco Central vem tomando atitudes para tentar reduzir o tamanho dessas cobranças. A primeira delas aconteceu em 2018 e determinou que nenhum cliente poderia permanecer por mais de 30 dias utilizando mais do que 15% do limite.

Nesses casos, o banco deverá oferecer uma linha de crédito alternativa, como juros menores. Além disso, tornou-se necessário indicar de forma clara no extrato qual o limite disponível e notificar o cliente a partir do momento em que ele passa a utilizar esse crédito.

Em novembro de 2019, o Banco Central propôs uma nova mudança, que passará a vigorar a partir de janeiro de 2020. Com isso, oos bancos não poderão cobrar mais do que 8% ao mês de juros no cheque especial. No entanto, as instituições poderão cobrar uma tarifa para disponibilizar essa linha de crédito. Limites de até R$ 500 estarão isentos e valores acima disso serão tarifados em até 0,25% ao mês.

Vale a pena usar o cheque especial?

É necessário pesar vantagens e desvantagens e considerar sua situação financeira atual para decidir se vale a pena usar o cheque especial. Ele pode ser um alívio prático para pequenos momentos de aperto.

Apesar disso, ele conta com juros entre os mais altos do mercado, o que fazer facilmente com que a dívida saía do controle, ainda mais se não houver perspectiva de cobrir o valor devido o quanto antes.

Dessa forma, antes de recorrer ao cheque especial, o ideal é tentar procurar outras linhas de crédito com juros mais em conta, por mais que a alternativa do limite pré-aprovado pareça tão promissora na hora da emergência.

Como sair do cheque especial?

Se já é tarde demais para cogitar alternativas ao cheque especial, e você já se encontra com o limite comprometido, a solução é pensar em soluções para sair do cheque especial sem comprometer seu orçamento com o pagamento das altas taxas de juros.

Felizmente, existem algumas formas de contornar essa situação. A primeira delas é tentar uma linha de crédito com juros menores para refinanciar o saldo negativo do cheque especial. Dessa forma, o peso dos juros será menor.

A outra é procurar negociar o limite negativo, buscando sempre melhores condições para quitar o débito, seja com prazos maiores, parcelamentos ou descontos em juros e multas. Então, se um dos seus objetivos financeiros é sair do cheque especial, não hesite em renegociar a dívida.

Agora que você sabe o que é cheque especial e como evitar juros altos, como funciona e quais suas vantagens e desvantagens, está mais preparado para decidir se vale a pena utilizá-lo nos momentos em que o orçamento precisa de um reforço para fechar o mês.

Quer saber se dá para confiar na hora de negociar dívidas online? Confira a explicação no artigo Empresa que negocia dívidas online é confiável?

Compartilhe
este artigo

2 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se

Receba os posts mais recentes em seu e-mail

Captcha obrigatório
Seu cadastro foi concluído com sucesso!