Descubra agora qual o seu perfil financeiro

6 minutos para ler

Assim como as pessoas têm diferentes personalidades e perfis profissionais, quando é a hora de cuidar do próprio dinheiro, cada um de nós têm características próprias, que fazem com que organizemos nossas contas de maneira específica. Caso você não saiba, essas características formam o seu perfil financeiro.

Neste post você vai entender melhor como funciona essa questão e verá quais são os perfis existentes e as características de cada um deles. Com essas informações, será possível identificar qual o seu perfil e ver as dicas que separamos para facilitar a gestão do dinheiro no dia a dia e garantir um futuro mais tranquilo para você e sua família.

Saiba que é comum mudar de perfil ao longo da vida. Por isso, se o grupo no qual você se enquadra hoje não agradar, fique tranquilo que é possível mudar adotando novas estratégias para organizar a vida financeira. Veja a seguir os principais perfis e descubra em qual você mais se encaixa.

Perfil colecionador ou planejador

As pessoas que gostam de juntar dinheiro e acumular cada vez mais, geralmente, têm o perfil colecionador, também conhecido como planejador. Elas não poupam esforços para economizar e muitas vezes são conhecidos pela família e amigos como o famoso pão duro. Se você gosta de guardar dinheiro e sofre quando é preciso mexer nas suas economias, a chance de ser um colecionador é grande.

Quem tem esse perfil prefere investir o dinheiro, desde que sejam opções mais seguras. A ideia de fazer a quantia render para o futuro é um atrativo para que essas pessoas tirem o dinheiro da poupança para investir em alternativas conservadoras, mas que oferecem um retorno maior, como a compra de títulos do Tesouro Direto e fundos de renda fixa.

Perfil doador

Para aqueles que gostam de controlar o próprio dinheiro, mas também priorizam as necessidades dos outros, o perfil doador é o que mais traduz a postura dessas pessoas na hora de cuidar das finanças. Mais do que presentear a família e os amigos, o doador vê o dinheiro como o meio para ajudar as pessoas.

Mesmo atentos às oportunidades de aumentar a renda, pessoas com essas características acabam gastando uma parte relevante da renda com compras, viagens ou atividades de lazer. Sabe aquele cinema e lanche no shopping com a família toda semana ou aquela viagem para a praia que nunca pode ficar de fora? São indicadores deste grupo.

O mais indicado para esse perfil conseguir poupar dinheiro é tentar estabelecer um compromisso mensal para investir, assim fica mais fácil dizer não para algumas despesas. Economias para atingir objetivos de médio prazo têm mais apelo para esse perfil, como a compra de um imóvel ou o financiamento de um carro.

Perfil despreocupado

É importante não confundir o doador com as pessoas de perfil despreocupado. A principal característica deste grupo é a dificuldade de controlar as próprias despesas, já que o dinheiro é gasto sem planejamento. Por isso, pessoas com esse perfil precisam tomar cuidado para evitar a formação de dívidas.

Mesmo sem gastar muito, é comum você esquecer de pagar uma conta ou usar mais dinheiro do que o previsto? Se a resposta é sim, você pode ter o perfil despreocupado. Se as despesas nunca excedem a sua renda mensal, esses descuidos não geram problemas de endividamento, mas fazem você perder oportunidades de economizar e investir dinheiro.

Para garantir uma situação mais tranquila, quem tem esse perfil precisa se planejar para poupar dinheiro. Opções de investimento mais práticas, que não demandam muito tempo para cuidar dos recursos aplicados, são as mais indicadas para o despreocupado. Corretoras digitais e fundos de investimento são boas alternativas.

Perfil devedor

As pessoas que se encaixam no grupo devedor acabam gastando mais do que ganham no mês e não conseguem manter as contas em dia. A principal característica deste perfil é a inadimplência. Se você se identificou com o perfil, não precisa se envergonhar. Como falamos no início do texto, os perfis podem ser modificados ao longo da vida e, mesmo pessoas de perfil planejador, podem ser levadas a uma situação desfavorável na qual acabam caindo no perfil devedor.

Ninguém gosta de ter dívidas, mas é preciso entender quais comportamentos levam a essa situação: falta de controle sobre as despesas, gastar mais do que ganha, desperdiçar dinheiro com produtos e serviços que não são essenciais e ver parte do dinheiro ser consumido por juros e taxas são os mais comuns.

É possível mudar esse perfil organizando melhor o controle do orçamento, cortando despesas desnecessárias, renegociando dívidas, planejando os gastos familiares e tentando poupar um pouco a cada mês.

Se você quer começar a organizar sua vida financeira, verifique a possibilidade de negociar dívidas online.

Mudança de perfil financeiro

Casos como o do devedor e o do despreocupado mostram que é possível mudar a postura em relação ao próprio dinheiro ao longo do tempo. Principalmente quando o seu perfil atual é prejudicial para a sua qualidade de vida e da sua família, é hora de mudar. Veja alguns passos para mudar o seu perfil financeiro:

  • 1º passo: identifique qual o seu atual perfil financeiro;
  • 2º passo: avalie qual é o novo perfil que você deseja adotar na sua vida;
  • 3º passo: veja quais as características do novo perfil;
  • 4º passo: elabore um planejamento para saber quais mudanças você precisa fazer para ter um novo perfil;
  • 5º passo: controle o avanço das mudanças que você propôs. Se tiver dificuldades ao longo do processo, reveja a estratégia adotada;

Sabemos que não é fácil. Para quem tem o perfil devedor, por exemplo, quitar as contas em aberto pode levar muitos meses. O processo de mudança leva tempo, mas com certeza será um período de muito aprendizado e adaptação para você e a sua família. Durante esse tempo de ajuste do orçamento, muitas vantagens podem aparecer, como o fim das cobranças, a tranquilidade em saber que o caminho seguido leva a resolução dos problemas e, gradativamente, a sobra de dinheiro no fim de cada mês.

Por fim, conhecer mais sobre si mesmo e a sua relação com o dinheiro a partir do seu perfil financeiro pode ser útil para descobrir como cuidar melhor do orçamento doméstico, economizar e investir para ter um futuro confortável.

Quem se identificou com o perfil doador, despreocupado ou devedor e deseja mudar a forma como cuida do próprio dinheiro, um caminho possível é começar a organizar melhor as despesas para atingir esse objetivo. Para isso, conheça 5 apps de controle financeiro para ajudar na organização das suas contas.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-