Planejar férias e viajar gastando pouco!

6 minutos para ler

Viajar é uma forma de quebrar a rotina, frequentemente estressante, e faz toda a diferença na sua qualidade de vida, pois aumenta a sensação de bem-estar e reduz os níveis de estresse. Mas, para que tudo transcorra da melhor maneira, você precisa planejar suas férias.

Podemos até dizer que investir em uma viagem é uma forma de investir na sua saúde e no bem estar da sua família. Só que se isso for feito sem critério e organização, pode gerar o efeito contrário: aumentar o endividamento e as suas preocupações com as finanças.

Antes de pensar em desistir da viagem por falta de recursos, confira 6 dicas que preparamos para ajudar você a viajar gastando pouco.

Programe-se com antecedência

Você trabalhou um ano inteiro, conquistou o período de férias e conseguiu uma reserva financeira para viajar. Agora é só arrumar as malas e partir, certo? Errado. Lembre-se de que o dinheiro antecipado por conta das férias vai fazer falta no seu retorno ao trabalho. Programe-se com antecedência tanto para a viagem, quanto para a volta.

Se você juntar dinheiro mensalmente para este objetivo pode ficar bem mais fácil.

Escolha um destino com custo acessível

Para não comprometer suas finanças, é preciso ser criterioso na hora de definir o destino. Existem centros turísticos que são sedutores e, consequentemente, muito caros. Muitas vezes, há alternativas que se mostram tão ou mais vantajosas. Tudo é questão de fazer uma boa pesquisa para poder viajar gastando pouco.

Existem opções muito interessantes e em conta dentro e fora do país. Destinos que não estão muito em evidência, costumam ter um custo menor. Nem por isso, perdem a atratividade. O importante é escolher aquele que satisfaça o seu objetivo em relação a viagem, mas que caiba no seu bolso.

Você deve abrir mão de visitar um lugar que sonha conhecer? De maneira alguma. Mas é importante que se programe para isso. Se hoje essa viagem não cabe no seu orçamento, você pode organizar a sua vida financeira para que daqui a algum tempo possa realizar esse objetivo sem sacrificar sua renda e o seu sono.

Avalie os custos e benefícios das suas escolhas

Vale a pena adquirir pacotes de viagem ou montar o seu próprio "pacote"? Isso tem que ser verificado observando quais são os custos e benefícios. Se você vai contratar um pacote, verifique o que está incluso, incluindo aí os roteiros turísticos. Lembre-se de que sempre haverá custos além do pacote, por isso você tem que ter clareza sobre o que será contratado.

Se você quer montar sua própria viagem, busque opções vantajosas. Por exemplo, em relação à hospedagem. Com sites de busca disponíveis na Internet é possível conciliar na sua pesquisa lugares com custo menor (abaixo de três estrelas), mas que sejam bem avaliados pelos usuários.

Vale observar, ainda, o que faz parte da hospedagem. Se dois hotéis oferecem o mesmo preço, mas um deles tem a opção com café da manhã incluso e outro não, escolha o primeiro. Afinal de contas, você já está eliminando o gasto com a primeira refeição do dia e que pode ser elevado no final das contas.

Defina o orçamento da sua viagem

É fundamental ter um orçamento previsto para a viagem. Se você levantou os custos, destino e serviços antecipadamente, sabe de quanto precisa. Já pode, portanto, definir o valor máximo de gastos com a viagem. Se ainda não sabe para onde vai viajar e quais são as condições dessa viagem, pode, também, definir seu orçamento. Nesse caso, deve planejar férias de acordo com esse limite máximo.

O pior cenário é viajar sem ter esse cuidado ou sem respeitar os limites que você definiu previamente. É assim que os gastos começam a sair do controle e a comprometer suas finanças para além da viagem.

Limite os gastos diários

E como fazer para não perder o controle do orçamento de viagem? Uma das opções é estabelecer limites de gastos diários. Além do custo com transporte e hospedagem, que são os principais custos da viagem, você terá outras despesas diárias, com alimentação, deslocamentos, turismo local, souvenires, entre outros.

Ou seja, há uma grande chance de que, se não houver organização, esses pequenos gastos consumam rapidamente o seu orçamento. Para compensar o déficit, você tem duas opções: gastar além do previsto ou sofrer privações durante parte das férias. Tanto uma quanto a outra são péssimas, concorda?!

Por isso, é interessante definir um valor adequado e dentro do orçamento para ser usado diariamente e tentar não extrapolar esse limite. Assim, você curte toda a viagem sem problema.

Faça uma reserva para imprevistos

Algo que pode arruinar suas férias e suas finanças é uma situação imprevista. Um custo adicional, que não estava nos planos, vai comprometer o seu orçamento. E isso pode prejudicar a sua viagem ou suas finanças.

É o caso, por exemplo, de atendimentos médicos. Problemas de saúde podem sair bem caros, mesmo para quem tem convênio ou contratou um seguro específico para a viagem. Isso porque, geralmente, há gastos adicionais com medicamentos.

Se você já tem um convênio médico, o ideal é verificar a abrangência. Para quem viaja dentro do Brasil é possível que o plano ofereça atendimento em todo o território nacional. Outros, restringem os atendimentos ao mesmo Estado de origem, mas possuem rede conveniada para casos emergenciais. Independentemente da situação, entre em contato com o plano de saúde e veja que tipo de cobertura pode obter na localidade em que ficará hospedado.

E não são só doenças ou acidentes podem atrapalhar suas férias, imprevistos como extravio de documentos e bagagens podem ocorrer. Por isso, é tão importante ter alguma reserva. Se for possível, o ideal é que a viagem seja programada com antecedência para que você consiga guardar um pouco mais de dinheiro.

Depois de planejar férias com tanto cuidado, você estará pronto para desfrutar do merecido descanso e curtir sua viagem ao máximo, sem sofrimento com as finanças depois.

Ver um objetivo, como a viagem dos seus sonhos, se concretizar é maravilhoso, não é mesmo? Agora que você já sabe como planejar férias, que tal aprofundar mais esse conhecimento e aprender a definir metas alcançáveis para sua vida? Continue no nosso blog. Vamos te ajudar a chegar lá!

Posts relacionados

Deixe uma resposta