Conheça os tipos de crédito existentes no mercado

6 minutos para ler

Créditos para consumidores são empréstimos bancários que podem servir para diversas finalidades, como quitar dívidas, comprar bens ou abrir um negócio. Os tipos de crédito mais acessíveis do mercado são o cartão e o cheque especial, que possuem um limite pré-aprovado para ser usado pelo cliente.

No entanto, dependendo da necessidade, esses dois podem não ser a melhor opção, devido aos juros altíssimos. Pensando nisso, explicamos neste post os principais tipos de empréstimo disponíveis nas instituições financeiras, já que muitos deles apresentam melhores prazos e condições de pagamento. Quer saber mais? Confira a seguir!

Quais os principais tipos de crédito?

Crédito pessoal

É uma forma de empréstimo destinado a pessoas físicas, muito popular por ser rápido e fácil de contratar. Basta ir ao banco, ser aprovado na análise de crédito e receber o dinheiro, sem precisar oferecer bens como garantia. Pode ser concedido para qualquer finalidade, mas a mais comum é o crédito ao consumo, usado para compra de eletrodomésticos, móveis e outros itens do dia a dia.

A análise de crédito é uma etapa importante, já que o banco precisa checar o histórico financeiro para decidir se vale ou não o risco de emprestar o dinheiro. O pagamento é feito por meio de boleto ou débito automático, com juros que aumentam de acordo com o número de parcelas.

Crédito consignado

O crédito consignado se diferencia do comum pela forma de pagamento: a parcela não é debitada na conta-corrente, mas retirada do salário. Para conseguir esse tipo de empréstimo, é preciso ser funcionário de uma empresa em regime CLT. Para aposentados, é descontado mensalmente do benefício.

Entre os tipos de crédito, o consignado tem os juros mais baixos do mercado, pois o risco para o banco é menor. Portanto, é o mais utilizado pelas pessoas que se encaixam no perfil.

Crédito consolidado

Como o próprio nome diz, é uma transação na qual a cobrança de várias dívidas é consolidada em uma única parcela. É uma ótima opção para quem tem dificuldade de se lembrar de todos os débitos ou precisa de mais tempo para quitá-los, já que é possível negociar um bom prazo para pagamento.

A maioria dos bancos pede um bem como garantia ao conceder esse tipo de crédito, como carro ou casa no valor do empréstimo. Mas também há versões sem hipoteca, com juros maiores e menor prazo para pagamento.

Crédito automotivo

O tipo de crédito mais comum para a compra de carros é o financiamento. Trata-se de um empréstimo no qual a garantia é o próprio bem. Ou seja, em caso de não pagamento, o banco tem direito de tomar o automóvel para si como cobrança da dívida.

É uma ótima alternativa para quem precisa do veículo com urgência e não tem tempo para juntar dinheiro e fazer a compra à vista. Porém, é preciso dar uma entrada de pelo menos 20% do valor do automóvel, além de arcar com juros altíssimos, que podem até dobrar o valor do carro.

Por isso, se não puder esperar, o ideal é pagar o maior valor possível na entrada e financiar o restante em poucas parcelas, para não sofrer tanto com os juros e quitar a dívida rapidamente.

Crédito estudantil

Também chamado de crédito universitário, é um empréstimo para estudantes que precisam de apoio financeiro para pagar um curso técnico, superior, pós-graduação ou licenciatura, seja presencial ou a distância.

As regras e os juros variam de acordo com a instituição que oferece o crédito, mas geralmente as mensalidades são parceladas para caber no bolso do estudante. Apesar de o tempo de pagamento dos cursos poder até dobrar, a pessoa tem a vantagem de completar sua formação com tranquilidade, investindo uma quantia bem menor por mês.

Caso a situação financeira melhore após entrar no mercado de trabalho, é possível antecipar parcelas e quitar a dívida mais rapidamente.

Crédito para empresas

O crédito para pessoa jurídica passa por uma avaliação mais rígida que o crédito para pessoa física. O empreendedor deve apresentar um plano de negócios, dizer exatamente onde o dinheiro será investido e fazer uma proposta de financiamento. Tudo isso para provar que a empresa não oferece riscos para o banco e terá condições de quitar a dívida de acordo com o contrato.

Se você um dia precisar dessa modalidade de empréstimo, fique atento à documentação solicitada pelas instituições. Os bancos costumam ser muito rígidos com isso, pois precisam de todas as garantias possíveis de que terão seu dinheiro de volta.

Como escolher o melhor tipo de crédito?

Antes de pegar um empréstimo bancário, você deve se perguntar se realmente precisa desse crédito, pois você estará contraindo uma longa dívida. Portanto, só decida contar com esse dinheiro se ele for absolutamente necessário.

Se você optar por solicitar o crédito, pense nas suas necessidades para escolher o tipo mais adequado para você. Fatores como a taxa de juros e o prazo para pagamento devem ser levados em conta. Para comprar um carro, por exemplo, um financiamento é muito mais indicado que o crédito pessoal.

É importante estudar a fundo as opções e não cair no marketing dos bancos, que levam a crer que seus produtos trazem apenas vantagens. Por fim, uma última dica: jamais caia no conto do crédito para negativados. Esse tipo de empréstimo tem juros realmente abusivos e não é recomendado em hipótese alguma.

Como se organizar para pagar a dívida?

Pagar as parcelas de um empréstimo bancário requer muita disciplina e planejamento. Organize muito bem as suas finanças mensais, de modo a conseguir quitar as mensalidades sem atrasar as contas básicas de casa, como luz, água e aluguel.

Caso a situação aperte e você fique inadimplente, uma boa saída é procurar uma plataforma online de negociação de dívidas. Dessa forma, é possível conseguir ótimos descontos e quitar as parcelas com tranquilidade.

Chegamos ao fim do nosso guia sobre os tipos de crédito que existem no mercado! Agora que você já está por dentro do assunto, vai ser mais fácil avaliar se precisa ou não de um empréstimo bancário e quais são as melhores opções para seu perfil.

Gostou do post? Para saber mais sobre créditos e negociação de dívidas, entre em contato conosco. Será um prazer tirar todas as suas dúvidas!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-