Truques dos supermercados e shoppings que te fazem gastar mais

Truques de supermercados e shoppings que te fazem gastar mais

Acordo Certo

novembro 20, 2020

7

minutos para ler

Você já reparou que algumas lojas têm um cheiro bom? Já prestou atenção que, nos supermercados, itens essenciais como arroz, feijão e café estão sempre distantes da porta de entrada? O ambiente de algumas lojas é preparado para a gente se sentir bem, isso graças aos estímulos sensoriais como perfumes, iluminação, largura dos corredores, presença de espelhos… Continue a leitura para saber mais!

Existem também os inúmeros apelos visuais: a disposição física da loja (que chamamos de layout) é milimetricamente calculada para aumentar o tempo de permanência da maioria dos clientes na loja. A ideia principal é instigar as pessoas a conhecer todo o local, a fim de estimular a compra impulsiva. 

Mais isso não é nada legal se estamos precisando economizar, não é mesmo? Por isso, ao longo deste artigo, a gente apresenta algumas das estratégias mais usadas em supermercados e shoppings para influenciar seu comportamento e te motivar a gastar mais.

A partir de agora, fique de olho em cada uma das dicas para não cair mais nas armadilhas de compras impulsivas.

Produtos frescos e apetitosos na entrada

Você já percebeu que, quase sempre, as frutas, verduras e legumes ficam na entrada do supermercado? Sabe por quê? As cores e aromas estimulam o nosso cérebro como se os alimentos fossem recém-colhidos, o que acaba gerando uma sensação de bem-estar instantânea. 

A estratégia é pensada para fazer você se sentir saudável e, em seguida, essa sensação de leveza impulsiona a compra de guloseimas e/ ou demais itens supérfluos. 

Pães, frangos assados e produtos de rotisserie que acabaram de sair do forno também exalam um cheiro delicioso que não só fazem você querer comprá-los, mas também estimulam seu apetite. Todos sabemos que fome e supermercado formam a combinação perfeita para gastar mais, e isso não é muito bom. Por isso, ao ir ao supermercado, fique atento a estes sinais.

Iluminação e tempo

O projeto de iluminação de shoppings e supermercados é muito bem pensado para ressaltar as cores dos alimentos e produtos, a fim de direcionar o cérebro para o que deve (e o que não deve) ser mostrado. 

O mesmo acontece com a ausência de iluminação externa. Nestes ambientes, raramente vemos janelas ou relógios, o que pode fazer com que você perca noção do tempo. O mesmo truque é usado nos cassinos ao redor do mundo — é de cair o queixo! Mas continue aqui que tem mais!

Nos shoppings, os corredores costumam ser muito bem iluminados, com música constante e alta. Além disso, o piso reflete a luz e o som, o que intensifica ainda mais seus efeitos hipnotizantes. E a cereja do bolo vem quando você entra em uma loja — tudo muda: menos luz, menos barulho, ambiente agradável… Essa sensação de comodidade faz com que você queira passar mais tempo na loja, ainda que inconscientemente.

Tamanho do carrinho ou “quer uma sacola?”

Já reparou que em lojas de departamento (principalmente de roupas), sempre aparece algum vendedor para te oferecer uma sacola? Mesmo que você esteja apenas com uma peça na mão, a ideia por trás disso é fazer o consumidor, inconscientemente, preencher aquele espaço vazio e comprar mais. Você pensou que era somente para a sua comodidade, não é?

E acredite, o mesmo acontece no supermercado. Se você colocar dez itens num carrinho pequeno, vai parecer que ele está cheio. Então, seu cérebro pode pensar que você está comprando demais. Assim, estar com um carrinho maior acaba minimizando essa percepção. Também, é por isso que os supermercados têm tamanhos diferentes de carrinhos e cestas. Uma dica preciosa: quer gastar pouco no supermercado? Não use carrinho.

Posicionamento dos produtos

Ao comprar sempre nos mesmos lugares, você acaba decorando onde ficam os produtos. Então, de tempos em tempos, o supermercado vai mudando alguns objetos de lugar, o que obriga o cliente a olhar de novo e procurar em todas as estantes para encontrar o que precisa. Desta forma, pode acontecer a compra impulsiva de itens não pensados em um primeiro momento. 

Outro truque: o chão de alguns supermercados tem ladrilhos menores nas seções de produtos mais caros, justamente para dificultar o deslize da roda do carrinho. 

E tem mais: diversos estudos indicam que os clientes identificam imediatamente os produtos que estão na altura dos seus olhos. Assim, muitas vezes, os produtos que estão nas prateleiras superiores e inferiores passam despercebidos. Por isso, itens de grande valor e com apelo infantil sempre estão posicionados na altura dos olhos de crianças, e não no nível de altura dos adultos

Muitas vezes, para estimular a venda de um determinado produto, espaços vazios são deixados nas prateleiras para causar a impressão de que aquele produto tem mais saída que os outros e, portanto, é melhor. 

A música que está tocando

Estudos apontam que o som de música clássica em lojas de vinhos, por exemplo, estimula os clientes a comprarem rótulos mais caros. Em outros tipos de loja, a música ambiente também pode variar conforme a lotação do lugar — quando está vazio, a música é mais lenta para o consumidor ficar mais tempo e gastar mais; quando está cheio, as músicas costumam ser mais agitadas para acelerar a compra e dar espaço a novos clientes.

Nas praças de alimentação e redes de fast-food, a estratégia é outra. Em vez de um lugar agradável para relaxar e comer alguma coisa antes de ir às compras, o local é desconfortável de propósito: móveis incômodos, mesas coladas umas nas outras, acústica ruim… Tudo para que haja rotatividade nas mesas e as pessoas sejam mantidas na área das lojas por mais tempo.

Espelhos estratégicos

Espelhos em provadores de lojas são feitos para que as pessoas se vejam mais bonitas, bronzeadas e altas. Alguns espelhos são feitos com um pigmento rosado, o que faz com que a pele pareça bronzeada. As pessoas se sentem mais bonitas e, por isso, compram mais.

Já os espelhos localizados fora dos provadores também têm um papel importante nas vendas: se a pessoa está insegura ou não está se sentindo bem naquele dia, a imagem dela aparece o tempo todo nos outros espelhos, o que a faz se lembrar ainda mais disso. Esta armadilha faz com que o consumidor, em busca de melhorar a autoestima, acabe comprando ao menos alguma coisa por impulso.

Na hora do caixa

Você sabia que mais de 60% das pessoas eliminam objetos sem necessidade enquanto esperam pela sua vez no caixa? Para não deixar que o cliente se arrependa de levar alguma coisa, os caixas são feitos para que não haja espaço para descartar, de última hora, coisas de que não precisamos ou apenas desistimos de levar e, assim, gastar menos. Isso sem contar aquelas delícias ou itens supérfluos posicionados no corredor estreito que se forma na fila.

Impressionante, não é mesmo? Tudo é tão estrategicamente pensado que, ao invés de fugir, acabamos caindo em tentações. Por isso, agora que você já sabe identificar os principais truques de supermercados e shoppings que provocam compras impulsivas, você pode pensar duas ou três vezes antes de comprar alguma coisa e, assim, evitar cair em dívidas.

Como você leu até aqui, confira também o nosso artigo sobre como conquistar o seu equilíbrio financeiro. 🙂

Compartilhe
este artigo

Um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se

Receba os posts mais recentes em seu e-mail

Captcha obrigatório
Seu cadastro foi concluído com sucesso!